Basf
12/01/2012 07h24 - Atualizado em 20/04/2016 02h42
Economia

Avicultura avança no vácuo da cana-de-açúcar no Noroeste do Paraná

Principal área de cultivo da cana-de-açúcar do Paraná, o Noroeste tornou-se um polo de geração de empregos no setor sucroalcooleiro, especialmente nas áreas de colheita e moagem. Entretanto, com as lavouras de cana cada vez mais mecanizadas para atender as exigências do mercado, parte da mão de obra vem sendo dispensada. É justamente nesse vácuo deixado pela produção de açúcar e etanol que a avicultura avança, realizando grande número de contratações e impulsionando a economia local.

Essa é a região que concentra o maior número de indústrias avícolas no estado. Segundo dados do Sindicato das Indústrias de Produtos Avícolas do Estado do Paraná (Sindiavipar), hoje, dos 32 abatedouros associados à entidade, mais de um terço deles estão situados lá: 13 no total. No acumulado entre janeiro e outubro deste ano, a região sozinha produziu 42% de toda a carne de frango do Paraná. 

Em breve, mais de 25 municípios do Noroeste, como Colorado, Santa Inês, Cruzeiro do Sul e Astorga, devem ser beneficiados com a instalação de uma nova indústria avícola. Localizada em Santo Inácio e com o início das operações programado para fevereiro de 2012, a BR Frango está gerando 2,5 mil novos postos de trabalho diretos e mais 10 mil indiretos aproximadamente.

“Além da possibilidade de aproveitarmos os trabalhadores disponíveis atualmente, também temos capacidade para absorver parte da mão de obra que a indústria da cana-de-açúcar, em função da automação, vem dispensando”, conta o presidente da BR Frango, Reinaldo Morais. Ele destaca que outro fator que pesou na escolha do local de implantação da empresa foi seu posicionamento estratégico, próximo à divisa com São Paulo e de fácil escoamento da produção devido à infraestrutura logística existente.

O recrutamento para as oportunidades na BR Frango em níveis operacionais está acontecendo através das agências do trabalhador da região e do preenchimento de propostas de emprego na própria empresa. No caso dos cargos para níveis superiores ou técnicos, o levantamento de pessoal está sendo feito através do banco de dados da empresa, pelo networking dos gestores envolvidos no processo e pela divulgação das vagas no site catho.com.br. 

Benefícios sociais

De acordo com a gerente de gestão da empresa, Paula Schlittler, o processo adotado na indústria – com procedimentos que estimulem a busca do aprendizado, desenvolvimento pessoal e bem-estar – também gera um aumento de produtividade no trabalho, assim como fortalecimento financeiro das cidades envolvidas. Desta forma, as instalações da BR Frango aumentarão a renda do município, através do recolhimento de impostos gerados e do aumento do Índice de Desenvolvimento Humano (IDH). 

Paula acredita que a empresa ultrapassa as fronteiras do contrato formal, representando uma cultura pela qual o funcionário pode definir tanto seu perfil de cidadão, quanto profissional. “Na prática é um trabalho contínuo, pois no primeiro ano de contratação a pessoa se estabelece dentro da realidade proposta pela empresa e proporciona o amadurecimento desta cultura”, explica Paula, assegurando, ainda, que este movimento se reflete na vida familiar e na sociedade.

Interessados nas vagas oferecidas pela BR Frango podem enviar currículo para curriculo@brfrango.com.br ou procurar uma agência do trabalhador nos municípios de Colorado, Santo Inácio, Santa Inês, Itaguajé, Jardim Olinda, Paranapoema, Inajá, Paranacity, Cruzeiro do Sul, São João do Caiuá, Santo Antonio do Caiuá, Uniflor, Nova Esperança, Lobato, Ângulo, Igauraçu, Astorga, Munhoz de Mello, Guaraci, Centenário do Sul, Porecatu, Cafeara, Lupionópolis, Nossa Senhora das Graças, Santa Fé e Mandaguaçu.

CNC Comunicação
Deixe seu Recado
Cadastre-se e receba em seu e-mail as últimas notícias do setor gratuitamente.
Existem campos que requerem sua atenção!
Enviando...
E-mail cadastrado com sucesso!!! Você receberá nossos próximos boletins diários.