Revista Digital
Edições digitais de
Avicultura Industrial
Deste a edição 1200, a revista mais completa destinada à avicultura do setor apresenta sua versão digital.

Informações completas do setor avícola que podem ser visualizadas através de celulares, smartphones, tablets e computadores em qualquer parte do mundo.
E-mail:
Senha:
Esqueci minha senha

Notícias

Tamanho da FonteDiminuir FonteAumentar Fonte
 

Avicultura brasileira apresenta selo internacional de garantia de qualidade para carne de frango

Quarta-feira, 04 de Julho de 2012, 12:07:08Exportação, Marketing

A União Brasileira de Avicultura (Ubabef) acaba de lançar o selo internacional Brazilian Chicken, visando oferecer ao produto brasileiro um diferencial de origem e qualidade. A chancela foi criada pela entidade avícola com apoio da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) no âmbito do Projeto Setorial (PS) entre as duas entidades com o objetivo de promover a divulgação das propriedades e qualidades dos produtos que apresentam a marca nos mercados importadores internacionais.  

De acordo com o presidente executivo da Ubabef, Francisco Turra, o selo certificará identificação comum entre os produtos avícolas exportados pelas mais de 30 agroindústrias associadas à Ubabef (responsáveis por 97% de toda a exportação da avicultura brasileira) e os valores demandados pelos consumidores dos mais de 150 mercados abastecidos pela carne de frango do Brasil.

“Entre os princípios identificados pelo selo estarão a qualidade, a biossegurança, a sustentabilidade, o respeito ao meio ambiente e aos consumidores, dentro dos parâmetros das boas práticas agrícolas e de manufatura, do bem-estar animal e da responsabilidade social, em conformidade com a legislação do Brasil. Com isso, vamos agregar mais confiabilidade e valor ao produto brasileiro”, ressalta.  

Somente poderão utilizar o selo Brazilian Chicken nas embalagens de seus produtos e materiais promocionais as empresas associadas à Ubabef que exportem há, no mínimo, 12 meses.  As agroindústrias participantes também deverão atender a uma criteriosa avaliação com mais de 70 itens, e somente terão participação aprovada após a análise de uma comissão técnica. Dentre os pontos destacados, estão questões como bem estar animal, qualidade da alimentação, controle e respeito à sanidade e à gestão ambiental.

Todos os parâmetros serão verificados periodicamente por auditorias independentes credenciadas pela Ubabef, dotadas de técnicos comprovadamente conhecedores da cadeia produtiva avícola.

“O frango brasileiro já conta com percepção de valor diferenciada no comércio internacional. A criação do selo é uma garantia de origem que deverá estimular ainda mais a preferência mundial por nossos produtos, em um mercado consumidor pautado pela qualidade e custo/benefício, dentro do conceito do “consumo consciente”, explica Ricardo Santin, diretor de Mercados da Ubabef.

Fonte:  Ubabef
Voltar 
Comentários