Revista Digital
Edições digitais de
Avicultura Industrial
Deste a edição 1200, a revista mais completa destinada à avicultura do setor apresenta sua versão digital.

Informações completas do setor avícola que podem ser visualizadas através de celulares, smartphones, tablets e computadores em qualquer parte do mundo.
E-mail:
Senha:
Esqueci minha senha

Notícias

Tamanho da FonteDiminuir FonteAumentar Fonte
 

Pesquisadora espanhola apresenta trabalhos e situação da avicultura europeia na Embrapa

Quinta-feira, 19 de Julho de 2012, 08:40:40Pesquisa e Desenvolvimento

A professora e pesquisadora Ana Cristina Barroeta, da Faculdade de Medicina Veterinária da Universidade Autônoma de Barcelona (Espanha), está desde o mês passado no Brasil visitando agroindústrias, cooperativas e universidades. Ana Cristina quer conhecer os trabalhos que são realizados na avicultura do país. A pesquisadora passou pela Universidade Estadual de Londrina, Copacol, Aurora e BRF – Brasil Foods.

Desde segunda-feira, a pesquisadora está na Embrapa Suínos e Aves, empresa de pesquisa agropecuária vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, em Concórdia (SC), onde apresentou o seminário "Utilización de materias grasas en avicultura, calidad de carne y huevo y de la situación del sector avícola en España y Europa". “Nessa apresentação, falei principalmente sobre o uso de gorduras na alimentação de aves e como isso influencia sobre a qualidade da carne e dos ovos. Também mostrei como está a situação do setor avícola na Espanha e na Europa dando destaque para a nova legislação europeia”, explica Ana Cristina. 

A pesquisadora da Embrapa Suínos e Aves Helenice Mazzuco diz que a oportunidade da visita surgiu durante contatos com duas colegas que estiveram na Universidade Autônoma de Barcelona. “As pesquisadoras Mônica Ledur e Virginia Santiago Silva conheceram a professora na Espanha e comentaram sobre os trabalhos que a Embrapa faz. Com isso, ela me procurou, por trabalharmos na mesma área, e decidiu vir para o Brasil conhecer nossa Unidade”. Além de apresentar o seminário, a professora conheceu as instalações e as linhas de pesquisa da Embrapa. “Fiquei impressionada com a estrutura dos laboratórios de pesquisa da Embrapa, com o suporte técnico e com os estudos que são feitos”, destaca Ana Cristina.

A professora e pesquisadora ficará na Embrapa até a próxima sexta-feira, dia 20, mas já tem planos para voltar. “Pretendo fazer uma parceria com a Embrapa na área de avicultura e quando a oficializarmos espero poder retornar e trabalhar por aqui”, diz. Ana Cristina Barroeta pretende ainda conhecer a empresa Marfrig, que fica no município de Ipumirim (SC).

Fonte:  Embrapa Suínos e Aves
Voltar 
Comentários