Guia Gessulli
AveSui Inside Cooperativas Agroindústrias Bem - Estar Animal América Latina Comentário Avícola Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Genética Geral Insumos Manejo Meio Ambiente Mercado Externo Mercado Interno Nutrição Ovos Piscicultura Pesquisa e Desenvolvimento Processamento de Carne Sanidade Sustentabilidade Saúde Animal Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Meio Ambiente

A Costa Rica assume a presidência do Fórum de Ministros do Meio Ambiente da América Latina.

O país concentrará seus esforços em garantir que a recuperação econômica da COVID-19 seja acompanhada por esforços regionais de descarbonização e resiliência.

Periódico Mesaje
05-Fev-2021 12:58 - Atualizado em 08/02/2021 08:56

A próxima Presidência do 23º Fórum de Ministros do Meio Ambiente da América Latina e do Caribe, será liderada pelo Ministro do Meio Ambiente e Energia da Costa Rica, Andrea Meza Murillo, que foi nomeado para o cargo na Costa Rica, de alto nível de diálogo e cooperação em questões ambientais entre os diferentes ministérios da região.

A escolha do país foi acertada pelos países membros do fórum para 2 de fevereiro, na 22ª reunião, organizada por Barbados. Nesta reunião, os países apelaram à integração da dimensão ambiental no centro dos planos de recuperação da COVID-19 e à promoção de uma reativação baseada na inclusão social, economias resilientes e de baixo carbono e na conservação e uso sustentável dos recursos naturais. .

Em seu discurso, a Ministra Meza destacou o venerável Quadro das Nações Unidas para o Meio Ambiente (UNEA) e a Convenção Quadro das Nações Unidas sobre Mudança do Clima (a ser realizada em Glasgow, Reino Unido, em novembro) e a Convenção sobre Diversidade Biológica (prevista para ser realizada em Kunming, China, em maio deste ano)

“É um momento muito interessante para a região colocar sobre a mesa as suas prioridades e liderança e inovação no terreno na adoção de tecnologias, mas também para utilizar soluções baseadas na natureza como forma de alcançar um desenvolvimento sustentável e ter total apoio no modelo de desenvolvimento ”, afirmou o ministro do Meio Ambiente e Energia no encontro.

Desta forma, a Costa Rica assume a liderança do principal espaço de diálogo e cooperação ambiental entre os personagens da região. A Costa Rica organizará a 23ª Reunião do Fórum em 2022.

O fórum ministerial deste ano foi concluído com a Declaração de Bridgetown, que enfatiza a recuperação sustentável antes da COVID-19.

“A necessidade de acelerar a ação ambiental e climática se houver uma necessidade óbvia e exigir a incorporação de considerações e soluções ambientais, integradas aos planos de recuperação pós-COVID-19 como uma prioridade, ao abordar os desafios sociais e econômicos de nossa região e os mecanismos foram desenvolvido para promover o uso sustentável dos recursos naturais e para apoiar a subsistência dos habitantes locais”, diz a Declaração.

Também foram tomadas decisões sobre questões específicas que a região trará para a UNEA.

Entre eles estão um Plano de Ação para promover a restauração de ecossistemas, uma Coalizão de Economia Circular, um Sistema Integrado de Informação Ambiental e a atualização do Programa para os pequenos Estados insulares em desenvolvimento do Caribe, com o objetivo de promover a recuperação.

Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade