Guia Gessulli
AveSui Inside Cooperativas Agroindústrias Bem - Estar Animal América Latina Comentário Avícola Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Genética Geral Insumos Manejo Meio Ambiente Mercado Externo Mercado Interno Nutrição Ovos Piscicultura Pesquisa e Desenvolvimento Processamento de Carne Sanidade Sustentabilidade Saúde Animal Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Economia

A importância do Paraná para a produção de carne de frango no Brasil

O estado é também o maior exportador de carne de frango, atendendo a 160 países e correspondendo a 40,9% das exportações brasileiras no setor

Redação AI/SI
07-Abr-2021 08:51 - Atualizado em 07/04/2021 09:18

personalidades, fotos atualizadas , DFR Photos Daniel Fiedler/Sindiavipar
José Antonio Ribas Junior, vice-presidente do SindiaviparDFR Photos Daniel Fiedler/Sindiavipar
Cada vez mais na liderança nacional na atividade avícola, o Paraná abateu 4,49 milhões de aves em 2020, o número corresponde a um terço do total no Brasil que chegou a 13,7 milhões. Além disso, o estado é o maior exportador de carne de frango, atendendo a 160 países e correspondendo a 40,9% das exportações brasileiras no setor.

Para atingir tal marca, é preciso tempo, dedicação e aprimoramentos constantes, como explica o vice-presidente do Sindicato das Indústrias de Produtos Avícolas do Estado do Paraná (Sindiavipar), José Antônio Ribas Júnior, também diretor Corporativo da Seara Alimentos (JBS Foods). “Há muitos anos, os produtores paranaenses investem em infraestrutura e segurança, possuem uma atenção enorme com a questão da sanidade e estão sempre atentos à tecnologia. Também vale destacar que diversas regiões do estado são produtoras e que temos uma grande disponibilidade de grãos”.

A pandemia abalou quase todos os segmentos, mas no caso da produção de carne de frango no Paraná, a situação foi diferente. “Começamos a discutir formas para enfrentar o problema ainda em janeiro de 2020. Já tínhamos sido testados em outros momentos difíceis como na questão dos ataques injustos da Operação ‘A Carne é Fraca’ e depois com a greve dos caminhoneiros e nos saímos bem, com a pandemia foi a mesma coisa, nos preparamos para o desafio e conseguimos bater recordes de produção e exportação, além de gerar empregos”, explica Ribas.

O vice-presidente do Sindiavipar ressalta o que é fundamental para que o Paraná continue sendo o protagonista no segmento de produção de carne de frango no Brasil. “A questão da qualidade e sanidade são imprescindíveis, enquanto grandes países como China e EUA enfrentam graves problemas nessa área, nós seguimos nos resguardando e isso é um trabalho árduo; outro ponto é a necessidade de investimentos profundos em infraestrutura, especialmente na armazenagem e logística de grãos; e não menos importante é a questão do crédito rural, é preciso que os governos pensem na importância do segmento e que ajudem na desburocratização desse crédito”.

Assuntos do Momento

Mais assuntos do momento
Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade