AveSui2021
28-Mai-2020 08:43
Biossegurança

Ação entre associados e cooperados foi essencial nas barreiras sanitárias em Minas Gerais

Para facilitar o acesso e agilizar os pedidos, a Assuvap/Coosuiponte enviou comunicados,
para todos, explicando passo a passo como deveria ser feito o procedimento.

Desde do dia 9 de maio, o controle de entrada e saída de veículos, em Ponte Nova, foi intensificado nas Barreiras sanitárias. Desde então, é necessária uma autorização, emitida pela Prefeitura de Ponte Nova, para que pessoas físicas e jurídicas tenham livre acesso ao município. As solicitações devem ser feitas num prazo de 48 horas, antes, da chegada na cidade para que a prefeitura autorize em tempo hábil. As barreiras estão localizadas em 4 pontos: na chegada de Belo
Horizonte (MG-262), no trevo do bairro Rasa (MG-262), na chegada de Rio Casca (MG-329) e na saída para Viçosa (BR-120).

Para facilitar o acesso e agilizar os pedidos, a Assuvap/Coosuiponte enviou comunicados, para todos, explicando passo a passo como deveria ser feito o procedimento. Também, foi disponibilizada uma declaração comprobatória para todos os associados/cooperados, além de suporte para preenchimento da autorização. Os cadastros são individuais e intransferíveis.

“Inicialmente a notícia causou impacto em todos. Na Coosuiponte, o receio era a chegada e a saída de mercadorias. A circulação de mercadorias, não mudou e estamos recebendo todos os produtos”, relata Patrícia Nunes/Gerente Financeiro da Coosuiponte. A Cooperativa adotou todas as medidas de segurança, conforme orientação da Organização Mundial da Saúde, para evitar a contaminação, tanto dos colaboradores, quanto dos cooperados e parceiros que precisam vir à
Cooperativa. “Tomamos todas as precauções e continuamos atendendo os cooperados prontamente.

Ter uma grande quantidade de produtos e poder atendê-los em todas as necessidades, para as granjas, ajudou muito. Os cooperados não precisam ir a vários locais para buscar o que necessitam. Saber que estamos aqui, para servi-los, os colocou mais tranquilos, pois temos todos os produtos necessários para abastecer as granjas suinícolas”, finalizou Patrícia Nunes.

A divulgação do novo protocolo, de forma coordenada e sistematizada, foi preparada pelo setor de Marketing da Assuvap. “Em crises ou situações inusitadas as tomadas de decisões assertivas e rápidas são essenciais para o desenvolvimento de todo processo. Tudo isso, foi feito pelo nosso setor com todo respaldo da gerente executiva Paula Gomides”, destacou Lorena Fonseca que completou como todo processo foi desenhado, até chegar ao produtor.

“Assim que a Prefeitura informou a implantação das Barreiras Sanitárias, imediatamente marcamos uma reunião com a Coordenadora da Barreira Sanitária onde nos informamos de todas as situações que poderiam ocorrer com nossos cooperados e a partir daí montamos um passo a passo explicativo e de fácil entendimento que enviamos para todos. Disponibilizamos uma declaração comprovando o vínculo com a Cooperativa (documento obrigatório para liberação do formulário) e ficamos à disposição, em tempo integral, no celular dando toda ajuda e suporte necessários para nossos cooperados e responsáveis pelas granjas. O resultado dessa ação rápida e assertiva tem sido positiva”, finalizou Lorena Fonseca.

RedaçãoAI/SI
Deixe seu Recado