Roleste
13-Dez-2018 14:44
Revista

Anuário da Avicultura Industrial: 2019 será melhor para a avicultura

Confira o Anuário da Avicultura Industrial 2019

O setor avícola vive uma expectativa positiva para o próximo ano. O cenário econômico ainda apresenta um lento crescimento, mas o ajuste forçado da produção ocorrida nesse ano fez com que oferta e demanda se equilibrassem, reduzindo a disponibilidade de carne no mercado. Os custos também tendem a serem menores no próximo ano. A boa safra brasileira de grãos e a queda nos preços dos insumos já nesse final de ano apontam para essa tendência.

No mercado externo, a previsão é de crescimento nos embarques após uma redução estimada em 7% nesse ano. Uma das grandes expectativas é com relação ao México, que recentemente habilitou mais 20 frigoríficos do país, totalizando 46 unidades com permissão para exportador para aquele mercado. A China também se mantém como forte destino da carne de frango brasileira e, o Oriente Médio, resolvido as questões relativas à metodologia de abata halal, continuará como uma dos maiores compradores do produto nacional.

2018 foi muito complicado para a indústria avícola brasileira. O primeiro semestre foi marcado pela terceira fase da Operação Carne Fraca, seguido da greve dos caminhoneiros. Os impactos foram grandes para o setor, que vive ainda o embargo europeu à carne brasileira. A greve dos caminhoneiros resultou ainda na criação de uma tabela de frete, a qual vem sendo questionada pelos mais diversos setores produtivos, já que encarece o transporte de cargas no país. Para o setor de proteína animal, principalmente no carregamento de rações.

A avicultura só voltou a respirar mais aliviada a partir do segundo semestre, quando o dólar começou a registrar baixa, os insumos tiveram seus preços arrefecidos, beneficiando as margens de rentabilidade da indústria, que na maior parte do ano esteve bem espremida.

Com um cenário econômico mais positivo e expectativas otimistas por parte dos empresários, os investimentos devem gradativamente voltar a ser assunto nas pautas de reuniões. Principalmente, puxados pelas cooperativas agropecuárias, que nos últimos anos têm se mostrado um motor forte dentro do agronegócio do país.

 

Uma boa leitura!

Humberto Luis Marques

 

Redação AI
Deixe seu Recado