Guia Gessulli
29-Jul-2020 10:52
Disponible en español
America Latina

Apesar da oferta, colombianos compram menos ovos

Os ovos são a comida favorita das famílias colombianas, mas, devido a essa temporada de pandemia, seu consumo está diminuindo, segundo Fenavi.

O consumo de ovos no país sempre foi alto. Um ano, em média, um colombiano consome 300 ovos, cerca de 25 ovos por mês, mas esse número foi reduzido pela pandemia de covid-19. O motivo é um efeito direto no bolso, com menor renda familiar.

"O consumo de ovos foi reduzido, principalmente porque essas compras públicas não são mais realizadas da mesma maneira que antes e as pessoas têm menos renda", diz Gonzalo Moreno, presidente da Federação Nacional de Avicultores (Fenavi).

No início da contingência, houve grandes compras de ovos, especialmente pelo governo para as famílias mais vulneráveis, e também um excesso de oferta de famílias devido a um pânico geral no estoque, mas isso mudou.

No entanto, "embora a situação econômica seja muito difícil, o ovo sempre será muito econômico", diz Johana Marín, uma vendedora de ovos.

E é que, devido à menor renda que as famílias tiveram, mesmo o arroz com ovos foi afetado, alguns estão substituindo a proteína animal mais barata do mercado por outras alternativas, como grãos e legumes.

No mercado atual, há evidências de excesso de oferta, os colombianos estão consumindo menos esse alimento e o que se vê em áreas residenciais é a venda informal de ovos.

Fenavi propõe alternativas para que, em meio à contingência, o ovo, o alimento número um para as famílias, esteja novamente nas mesas colombianas.

Desde que o coronavírus chegou à Colômbia e o isolamento preventivo obrigatório começou há quatro meses, os hábitos de compra dos colombianos mudaram.

 

Redação AI
Deixe seu Recado