Guia Gessulli
AveSui Inside Cooperativas Agroindústrias Bem - Estar Animal América Latina Comentário Avícola Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Genética Geral Insumos Manejo Meio Ambiente Mercado Externo Mercado Interno Nutrição Ovos Piscicultura Pesquisa e Desenvolvimento Processamento de Carne Sanidade Sustentabilidade Saúde Animal Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Fiscalização

Argentina: Inspeção de transporte de alimentos e animais nas rotas do norte de Buenos Aires

Senasa realizou os controles de forma surpreendente e simultânea, nas cidades de Lima, San Pedro, Ramallo, Zárate e San Andrés de Giles

Redação
15-Abr-2021 16:54

O Serviço Nacional de Saúde e Qualidade Agroalimentar (Senasa) da Argentina fiscalizou um total de 326 transportes com produtos e subprodutos de origem animal e vegetal e substâncias alimentares em diferentes controles realizados de forma surpreendente e simultânea, nas rotas nacionais 9 e 7, ao norte da província de Buenos Aires.

Durante os procedimentos de controle , foram parados os veículos que transportavam pêssegos, batata-doce, ameixas, animais vivos - aves, porcos, cavalos e gado - uvas, tomates e ovos , entre outros.

Como resultado dos 17 controles realizados durante o mês de março, foram elaborados 9 relatórios de verificação quando foram detectadas não conformidades, como a falta de Documento de Trânsito Eletrônico (DT-e) e Documento de Trânsito Vegetal (DTV-e) eletrônico, do equino caderneta de saúde e etiqueta que determina a rastreabilidade do alimento, autorização de transporte vencida e não atendimento aos requisitos técnico-sanitários de bem-estar animal aplicados aos caminhões-gaiola e transportes não lavados.

As operações foram realizadas por pessoal especializado do Centro Regional Norte de Buenos Aires de Senasa com o apoio de membros da Gendarmaria Nacional, Segurança Rodoviária e Comando de Patrulha Rural dos municípios de San Pedro, Zárate, Cardales e Alsina.

Com este tipo de ação, o Senasa trabalha em prol da prevenção e conscientização de cada um dos diferentes atores que compõem a cadeia produtiva agrícola (produtores, processadores, transportadores, comerciantes, distribuidores, consumidores), apelando às suas responsabilidades de salvaguardar a aptidão e saúde animal e vegetal, bem como saúde do consumidor.

Dessa forma, busca garantir que os alimentos de consumo interno, como os de exportação, sejam saudáveis ??e seguros.

Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade