Guia Gessulli
AveSui Inside Cooperativas Agroindústrias Bem - Estar Animal América Latina Comentário Avícola Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Genética Geral Insumos Manejo Meio Ambiente Mercado Externo Mercado Interno Nutrição Ovos Piscicultura Pesquisa e Desenvolvimento Processamento de Carne Sanidade Sustentabilidade Saúde Animal Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Mercado Externo

Aumento dos preços dos produtos de carne no México

De acordo com informações obtidas de comerciantes e donas de casa, os produtos que mais aumentaram os custos são frango, carne bovina e suína

Redação com informações de CuartoPoder
05-Jul-2021 16:52

Nas últimas duas semanas, os preços de alguns produtos cárneos, como carne bovina e de frango, aumentaram entre 10 e 20 pesos, atingindo a economia dos setores mais vulneráveis.

Em todo o país e principalmente no estado, onde ainda prevalecem os estragos econômicos da pandemia covid-19, os preços dos produtos básicos para as famílias não param de subir, representando um duro golpe para os pilares das moradias.

De acordo com informações obtidas de comerciantes e donas de casa, os produtos que mais aumentaram os custos são frango, carne bovina e suína.

Guadalupe García, uma dona de casa do bairro de San Francisco que periodicamente compra comida semanalmente nas feiras do centro de Tuxtla, especificou que o frango custava (até oito dias atrás) 60 pesos o quilo e ia a 70 pesos., Enquanto os 120 -Bife de peso, em alguns casos, agora está sendo oferecido por até 140 pesos.

Os vendedores anunciaram que pelo menos no estado de Chiapas os distribuidores desses produtos estão deixando de trazer carne para o território por motivos desconhecidos.

A isso se somam o aumento dos combustíveis, os custos das tarifas de energia elétrica, fatores que encarecem os preços de transporte, armazenamento e processamento.

Esses aumentos ocorreram repentinamente, então eles tiveram que prescindir de outras coisas para estocar os alimentos essenciais.

Mas, de todos esses produtos, a carne suína é o produto cárneo que mais aumentou seu preço nos últimos dias, passando de 90 pesos para 100, depois para 110, e no momento o quilo de carne de porco chega a 120 pesos.

É importante lembrar que apenas nesses sete meses de 2021 os preços das carnes tiveram variações constantes.

Ou seja, a carne de frango subiu três vezes e, portanto, a carne suína também subiu, enquanto a de boi em uma ocasião, porém, neste último caso, depende dos estabelecimentos, se aplicam ou não.

Infelizmente, esses não são os únicos produtos que aumentaram seu preço. Nesse mesmo período, o tomate que custava 18 pesos passou para 23 pesos, o abacate de 55 pesos passou para 70 pesos por quilo.

As donas de casa lamentam que esses aumentos ocorram repentinamente, por isso, na maioria dos casos, tiveram que apertar o cinto ou carregar uma quantidade menor para consumo em casa.

Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade