Banner AI - Cobb
AveSui Inside Cooperativas Agroindústrias Bem - Estar Animal América Latina Comentário Avícola Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Genética Geral Insumos Manejo Meio Ambiente Mercado Externo Mercado Interno Nutrição Ovos Piscicultura Pesquisa e Desenvolvimento Processamento de Carne Sanidade Sustentabilidade Saúde Animal Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Produção

Avicultores descartam aves para reduzir custos em granjas

Período de quaresma deve voltar a aquecer o setor, que enfrentou dificuldades na pandemia

G1
15-Mar-2021 09:33

200 ovos por segundo, 23 milhões por dia. No município de Bastos (SP) é assim: a produção não para. No Brasil, 20% dos ovos consumidos saem das granjas do município. São cerca de 35 milhões de galinhas poedeiras.

Sérgio Kakimoto cria mais de 800 mil galinhas. Pouco antes do início da quaresma, ele teve que diminuir o ritmo da produção de ovos para evitar prejuízos. A produção, que girava em torno de 1.600 caixas por dia, foi reduzida para mil caixas.

Ele conta que os produtores apostavam em um aumento do consumo de ovos durante a pandemia e, por isso, investiram na produção. Com bastante oferta de ovos e queda no consumo, o preço caiu. Para piorar a situação, o valor da soja e do milho, fundamentais na alimentação das galinhas, disparou no mercado.

Para reduzir os custos de manutenção, na granja de Sérgio, 150 mil aves foram descartadas. A situação se repetiu na granja de Rômulo Tinoco, que fica em Guarantã (SP). Com um plantel de 500 mil aves, ele teve que descartar 100 mil. Outras 50 mil podem ter o mesmo destino.

Ele conta que tentou alternativas para alimentação das aves, como milheto e sorgo, mas essas matérias-primas também subiram muito.

O presidente da Associação Brasileira de Proteína Animal, Ricardo Santin, explica que o custo de produção impacta muito, especialmente, ao pequeno produtor, que está enfrentando um custo maior do que aquele que ele consegue obter com a venda dos seus produtos.

Com menos galinhas se alimentando, o produtor consegue segurar por mais tempo o estoque da ração, diminuindo os custos com a compra dos insumos.

Adotando essa estratégia, os produtores também reduziram a quantidade de ovos no mercado e, dessa forma, forçaram o reajuste de preço.

A medida vem dando certo. Durante a quaresma, o consumo de ovos voltou a subir e o preço do produto bateu recorde. No começo de março, a caixa do ovo branco foi comercializada a R$ 131,12. A do vermelho R$ 154,66. 16% a mais que no mês anterior. Foi o maior valor da série histórica do Cepea, que começou em 2013.

Assuntos do Momento

Brasil recebe autorização da Anvisa e poderá produzir até 400 milhões de vacinas em 90 dias
22 de Abril de 2021
Saúde

Brasil recebe autorização da Anvisa e poderá produzir até 400 milhões de vacinas em 90 dias

O próximo passo é buscar a transferência de tecnologia para dar início à produção dos imunizantes

16 de Abril de 2021
Cooperativa

Em entrevista, CEO da BRF diz que será preciso criar carne a partir de células de animais

Lorival Luz, CEO global da BRF, deu entrevista para UOL sobre tendências e perspectivas da marca

São Salvador Alimentos passa a fabricar produtos industrializados de frango com projeto Marel
20 de Abril de 2021
Mercado

São Salvador Alimentos passa a fabricar produtos industrializados de frango com projeto Marel

O projeto atenderá duas linhas de produção: os embutidos e empanados

BRF consolida a inovação como pilar de transformação e desenvolvimento sustentável
20 de Abril de 2021
Mercado

BRF consolida a inovação como pilar de transformação e desenvolvimento sustentável

Companhia dobrou investimentos em Inovação e P&D nos últimos dois anos e a intenção é aumentar ainda mais em 2021

A diferença entre os preços de ovos brancos e vermelhos é recorde
19 de Abril de 2021
Cotação

A diferença entre os preços de ovos brancos e vermelhos é recorde

Os valores dos dois tipos de ovos estão em alta, impulsionados pelas vendas aquecidas

Evonik faz investimento complementar na In Ovo em apoio ao lançamento da máquina para teste de  sexagem em ovos
20 de Abril de 2021
Mercado

Evonik faz investimento complementar na In Ovo em apoio ao lançamento da máquina para teste de sexagem em ovos

Startup atinge o estágio de comercialização de sua tecnologia. Determinação rápida e confiável da sexagem de embriões dentro do ovo agora é possível em escala. Tecnologia permite aos produtores de ovos evitar o descarte de pintos machos, procedimento que será proibido na Alemanha a partir de 2022

Mais assuntos do momento
Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade