Guia Gessulli
AveSui Inside Cooperativas Agroindústrias Bem - Estar Animal América Latina Comentário Avícola Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Genética Geral Insumos Manejo Meio Ambiente Mercado Externo Mercado Interno Nutrição Ovos Piscicultura Pesquisa e Desenvolvimento Processamento de Carne Sanidade Sustentabilidade Saúde Animal Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Sanidade animal

Bactéria resistente a medicamentos é detectada em frangos vendidos em Lima, capital do Peru

A resistência aos antibióticos é um problema de prioridade global, limitando as opções de tratamento para infecções bacterianas em humanos e animais

Redação com informações de El Comercio
07-Dez-2021 15:20 - Atualizado em 08/12/2021 09:57

A resistência aos antibióticos é um problema de prioridade global, limitando as opções de tratamento para infecções bacterianas em humanos e animais, aumentando os custos da terapia e a mortalidade. A resistência aos medicamentos é considerada pela Organização Mundial da Saúde como uma das 10 maiores ameaças à saúde no mundo.

Uma das descobertas iniciais do projeto, denominado 'Vigilância da Resistência Antimicrobiana: visão One Health', é a identificação de um alto grau de resistência a antibióticos em amostras de origem humana, alimentos (carne bovina e frango) e aves selvagens.

Foram estudadas as bactérias Escherichia coli , Klebsiella pneumoniae , Acinetobacter baumannii, Pseudomonas aeruginosa e Salmonella enterica, responsáveis ??por alguns tipos de infecções em pessoas, como diarreia, pneumonia, meningite, infecções urinárias, etc.

“Fizemos um estudo aleatório nos mercados de Villa El Salvador. Compramos pedaços de carne (frango e boi) em diferentes barracas. Assim, isolamos bactérias, principalmente encontrando Escherichia coli, neste caso observamos seus níveis de resistência aos antibióticos e nos surpreendemos que em geral eles são muito elevados. Ficamos surpresos com a resistência à colistina, que é usado como última opção de tratamento ”,  alerta a bióloga Maria Pons, pesquisadora da UCSUR e líder do projeto.

Os pesquisadores detectaram cepas resistentes à colistina em mais de 70% das amostras de frango. No âmbito do projeto, financiado pela PROCIENCIA, Banco Mundial e UCSUR, serão realizados outros estudos que visa medir a resistência microbiana em diferentes meios (hospitais, água, veterinária).

Entre os especialistas que participam do projeto estão profissionais da medicina humana, biólogos, veterinários, ambientalistas e bioinformáticos. Um dos principais objetivos é identificar e georreferenciar as cepas de alto risco que estão circulando na área de estudo (Chorrillos e Villa el Salvador).

O projeto tem a abordagem "One Health", que inclui a análise de todos os atores que estão em um local, ou seja, pessoas, animais e meio ambiente. 

Com os resultados do projeto, serão identificadas as principais vias de disseminação dessas bactérias resistentes a fim de propor medidas de controle e mitigação deste problema.

Assuntos do Momento

Mais assuntos do momento
Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade