AveSui
AveSui Inside Cooperativas Agroindústrias Bem - Estar Animal América Latina Comentário Avícola Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Genética Geral Insumos Manejo Meio Ambiente Mercado Externo Mercado Interno Nutrição Ovos Piscicultura Pesquisa e Desenvolvimento Processamento de Carne Sanidade Sustentabilidade Saúde Animal Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Comércio exterior

Balança comercial abre dezembro com superávit de US$ 1,07 bilhão, em alta de quase 200%

As exportações na primeira semana do mês cresceram 60,4%, enquanto as importações subiram 37,9%

Redação com informações de Sistema Ocepar
07-Dez-2021 09:21

A balança comercial brasileira abriu o mês de dezembro com superávit de US$ 1,07 bilhão, em alta de 191,6% em relação à média diária de dezembro de 2020, elevando para US$ 58,13 bilhões o superávit acumulado do ano. As exportações na primeira semana do mês cresceram 60,4% e somaram US$ 4,04 bilhões, enquanto as importações subiram 37,9%, chegando a US$ 2,96 bilhões. A corrente de comércio (soma das exportações e importações) aumentou 50%, alcançando US$ 7 bilhões. Os dados foram divulgados nesta segunda-feira (6/12) pela Secretaria de Comércio Exterior (Secex) do Ministério da Economia.

Acumulado 

Com os US$ 58,13 bilhões, o superávit registra alta de 25,4% no acumulado de janeiro até a primeira semana de dezembro, refletindo o crescimento de 35,1% das exportações, que chegaram a US$ 260,06 bilhões, e de 38,2% das importações, que totalizaram US$ 201,93 bilhões. A corrente de comércio atingiu US$ 461,99 bilhões no período, com aumento de 36,5%, em comparação com o resultado de janeiro a dezembro do ano passado.

Exportações no mês

As exportações na primeira semana do mês cresceram nos três setores. A alta foi de 37,1% em Agropecuária, que somou US$ 452 milhões; de 77,4% na Indústria Extrativa, com US$ 1,19 bilhão; e de 57,8% na Indústria de Transformação, que alcançou US$ 2,37 bilhões.

Produtos agropecuários

Entre os produtos agropecuários, a expansão das exportações foi puxada, principalmente, pelo crescimento nas vendas de café não torrado (+55,8%), especiarias (+270,8%) e soja (+973,9%). Para a Indústria Extrativa, contribuíram os aumentos dos valores exportados de minério de ferro e seus concentrados (+32,7%), minérios de cobre e seus concentrados (+238%) e óleos brutos de petróleo ou de minerais betuminosos, crus (+146,8%).

Indústria de Transformação

Já a Indústria de Transformação refletiu principalmente o incremento das vendas de farelos de soja e outros alimentos para animais (excluídos cereais não moídos), farinhas de carnes e outros animais (+202,8%), produtos semi-acabados, lingotes e outras formas primárias de ferro ou aço (+373%) e outras máquinas e equipamentos especializados para determinadas indústrias e suas partes (+1.015,3%).

Importações por setores e produtos

Do lado das importações, a Secex registrou crescimento de 1,1% em Agropecuária, que somou US$ 55,60 milhões; de 408,2% na Indústria Extrativa, com US$ 337,9 milhões; e de 25,9% na Indústria de Transformação, que alcançou US$ 2,51 bilhões.

Crescimento

Os produtos com maiores crescimentos nas compras externas, nesta primeira semana de dezembro, foram trigo e centeio não moídos (+15,6%), milho não moído, exceto milho doce (+109,6%) e cacau em bruto ou torrado (+37%) na Agropecuária. Na indústria Extrativa, destaque para outros minérios e concentrados dos metais de base (+427,9%), carvão, mesmo em pó, mas não aglomerado (+133%) e gás natural, liquefeito ou não (+1.358,6%).

Compras

Já a Indústria de Transformação aumentou as compras de óleos combustíveis de petróleo ou de minerais betuminosos, exceto óleos brutos (+138,7%), medicamentos e produtos farmacêuticos, exceto veterinários (+186,6%) e adubos ou fertilizantes químicos, exceto fertilizantes brutos (+131,3%).

Assuntos do Momento

Disponible en español Disponible en español
BRF e fundo soberano saudita investirão US$ 350 milhões na cadeia de produção de frangos da Arábia Saudita
14 de Janeiro de 2022
Investimentos

BRF e fundo soberano saudita investirão US$ 350 milhões na cadeia de produção de frangos da Arábia Saudita

Negócio atuará em toda a cadeia de produção de frangos na Arábia Saudita e promoverá venda de produtos

Menor demanda pressiona cotações da carne de frango
14 de Janeiro de 2022
Mercado interno

Menor demanda pressiona cotações da carne de frango

No front externo, a desvalorização do Real frente ao dólar e o forte incremento no volume exportado garantiram receita recorde com os embarques de carne de frango em dezembro. 

Com investimentos em alta no Oeste Paranaense, empresas expõem tecnologias em construção de galpões na AveSui
17 de Janeiro de 2022
AveSui América Latina

Com investimentos em alta no Oeste Paranaense, empresas expõem tecnologias em construção de galpões na AveSui

A região é considerada o maior agro cluster da América Latina e vem recebendo fortes investimentos de cooperativas, agroindústrias e empresas ligadas à cadeia produtiva de proteína animal

Disponible en español Disponible en español
Carne cultivada in vitro é servida em restaurante de Singapura
13 de Janeiro de 2022
Proteína cultivada

Carne cultivada in vitro é servida em restaurante de Singapura

A estimativa é que, em 2040, cerca de um terço da carne consumida no mundo seja produzida do cultivo celular

18 de Janeiro de 2022
Uruguai

Quase quinhentas mil aves foram mortas pelo calor no Uruguai

Onda de calor provocou mortandade em aviários com perdas que equivalem de 10% a 20% da produção nacional do Uruguai na avicultura

Preço dos ovos aumenta na segunda semana do mês
17 de Janeiro de 2022
Ovos

Preço dos ovos aumenta na segunda semana do mês

 Segundo pesquisadores do Cepea, a recente sustentação aos valores veio da oferta mais controlada, sobretudo de ovos maiores.

Mais assuntos do momento
Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade