Guia Gessulli
AveSui Inside Cooperativas Agroindústrias Bem - Estar Animal América Latina Comentário Avícola Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Genética Geral Insumos Manejo Meio Ambiente Mercado Externo Mercado Interno Nutrição Ovos Piscicultura Pesquisa e Desenvolvimento Processamento de Carne Sanidade Sustentabilidade Saúde Animal Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Mercado

Cargas refrigeradas impulsionam recorde histórico na TCP

Em março, Terminal movimentou 95.633 TEUs, volume 24% maior que o mesmo período de 2020; no acumulado do ano são 259.966 TEUs

Redação
22-Abr-2021 08:23

A TCP – empresa que administra o Terminal de Contêineres de Paranaguá, bateu o recorde histórico de movimentação geral em um único mês com 95.633 TEUs (unidades de contêineres de 20 pés) em março. O número representa um crescimento de 24% quando comparado ao mesmo mês de 2020 (72.791 TEUs), e foi impulsionado, principalmente, pela movimentação de contêineres refrigerados, com 16.475 TEUs no mês.

O recorde anterior havia sido registrado em novembro, quando o Terminal movimentou com 94.406 TEUs. No acumulado do ano (janeiro a março), a movimentação totaliza 259.966 TEUs, volume 13,7% maior que o mesmo período de 2020. A meta é ultrapassar os 1 milhão de TEUs em 2021.

“A TCP vem se preparando para quebrar recordes – investindo em infraestrutura, equipamentos, sistemas operacionais e em gente. A qualificação dos times, especialmente comercial, institucional, marketing, operacional e tecnologia, é crucial para alcançar altos níveis de produtividade e atratividade. Além disso, focados no longo prazo, estamos recalibrando nossa estratégia de modo que nossos objetivos sejam entrelaçados a benefícios consistentes gerados à toda cadeia logística. Marcas como essa são resultado da confiança e do reconhecimento de nossos clientes”, explica Thomas Lima, Diretor Comercial e Institucional do Terminal.

Além dos investimentos, o executivo destaca os diferenciais da TCP: “A empresa é a única no Brasil a oferecer 10 dias livres de armazenagem na importação. Além disso, contamos com uma infraestrutura robusta, temos o maior parque de tomadas para contêineres refrigerados da América Latina e nossas soluções logísticas integradas (armazéns, depósito de contêineres e ferrovia) formam uma plataforma capaz de gerar competitividade a diferentes setores”, afirma.

Luiz Fernando Garcia, diretor-presidente da Portos do Paraná, destaca que Paranaguá encontra-se na contramão daquilo que se observa no comércio internacional para o segmento de contêineres. “Estamos crescendo e o volume de cargas conteinerizadas tem aumentado. O Terminal de Contêineres de Paranaguá é um dos maiores e mais estruturados da América do Sul. Ganhamos também por eficiência. Os investimentos realizados aqui, pela iniciativa privada, são fortes e dão segurança para que as cargas venham para cá”.

 

CARGAS

A movimentação de cargas de março contempla tanto os produtos de importação quanto os de exportação. Carnes de aves congelada; madeira; celulose; congelados; papel, cartão e derivados são alguns dos itens que impulsionaram a exportação no mês de referência.

Na importação, destacam-se: fertilizantes e adubos; plástico e derivados; máquinas, aparelhos e materiais elétricos e produtos químicos orgânicos.

Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade