Guia Gessulli
30-Abr-2020 08:27 - Atualizado em 04/05/2020 11:39
Balanço

Cargill fecha o ano de 2019 com mais de 656 milhões de reais investidos no Brasil

Com receita operacional líquida de R$ 50 bilhões, o que representa um crescimento de 7% em relação ao ano anterior, a Companhia obteve lucro líquido de mais de 350 milhões de reais

Em 2019, a Cargill anunciou investimentos previstos de R$ 500 milhões. Até o final do ano, a empresa havia aumentado esse valor, atingindo R$ 656 milhões investidos no Brasil (aumento de 31%).Com receita operacional líquida de R$ 50 bilhões, o que representa um crescimento de 7% em relação ao ano anterior, a Companhia obteve lucro líquido de mais de 350 milhões de reais, fornecendo uma base para continuar investindo na economia brasileira.

"2019 foi um ano forte para a colheita do Brasil, que aumentou a receita, pois os volumes negociados foram maiores que o ano anterior. O volume total originado, processado e comercializado ultrapassou 36 milhões de toneladas em 2019 - 12% acima do total do ano anterior", afirmou Paulo Sousa, presidente da Cargill no Brasil.

Ao olharmos para 2020, com os impactos econômicos e a diminuição de demanda causados pela pandemia do Covid-19, vamos lidar com um cenário sem precedentes nas últimas gerações. Mas seguimos apostando no potencial, e fazendo nossa parte, em ter o Brasil como um fornecedor confiável de alimentos para o mundo. Segurança alimentar aqui no Brasil, e suprimento confiável e competitivo para os clientes globais", afirma Sousa.

Cargill reforça compromisso com a sustentabilidade

Em 2019, a Cargill adotou medidas para avançar com o compromisso de proteger as florestas e promover o desenvolvimento agrícola rural em todas suas cadeias produtivas e lançou uma Política Sustentável de Soja para a América do Sul , um Compromisso com os Direitos Humanos e uma atualização da Política de Florestas.

A Cargill reforçou sua missão de nutrir o mundo de forma segura, responsável, e sustentável buscando tecnologias de redução de emissões e investindo em energia renovável para suprir suas operações. Dessa forma, a Cargill está reduzindo o impacto em sua cadeia de suprimentos, reduzindo as emissões em 30% por tonelada de produto até 2030.

A Companhia também anunciou parcerias com a Imaflora para promover dois projetos estratégicos para ajudar os produtores de cacau no Pará a conciliar ações de conservação ambiental com maior geração de renda. O primeiro projeto, a Floresta Produtiva, envolverá 150 produtores apoiando a implantação de Sistemas Agroflorestais (SAFs) e a adequação ambiental das propriedades no Código Florestal Brasileiro. O segundo, o projeto Farmer Coaching, treinará mais de 50 produtores em melhores técnicas de cultivo e uso eficiente de insumos, com o objetivo de reduzir o impacto ambiental e atender aos padrões de produção sustentável de cacau.

Elefante será o primeiro a receber uma novidade: uma embalagem reutilizável, com tampa abre e fecha, feita de plástico. Fruto de pesquisa feita pela BP Associados e o Instituto Ipsos, indicando que os consumidores da marca buscam uma opção com vida útil maior que a tradicional lata. Em comparação com a lata, o plástico causa 6% menos impacto ambiental e 18% de redução nas emissões de CO2 no ciclo de vida do produto, de acordo com a Análise do Ciclo de Vida de Elefante, realizada em parceria com a Fundação Espaço Eco.

A Cargill também reduziu com sucesso a quantidade de plástico usada em seus contêineres e garrafas de óleo vegetal em mais de 1.134 toneladas no mundo todo. No Brasil, o Programa Ação Renove o Meio Ambiente da Cargill, mantido pela marca LIZA, atingiu o número recorde de um milhão de litros de óleo de cozinha usado coletados somente no ano de 2019.

Em outubro de 2019, a Cargill finalizou o processo de aquisição da gestão da Beckers Indústria de Nutrição Animal Ltda, com o objetivo de prestar um melhor atendimento aos clientes em toda a região Sul do país, uma vez que aumentará as ofertas de rações completas para leitões. Além disso, a Cargill Nutrição Animal trouxe para o seu portfólio a Linha Nutron Milk, que propõe uma revisão do atendimento das necessidades de macro e microminerais, além de aditivos diferenciados no mercado. O foco está na sustentabilidade, bem-estar animal e ainda mais na performance para o rebanho leiteiro.

Aposta no país em cenário desafiador

A pandemia do Covid-19 trouxe um cenário difícil para a economia e impactou todos os setores do mercado brasileiro. A Cargill acredita no potencial de fornecimento do país e reforça seu compromisso com os investimentos no Brasil. A empresa segue os planos da construção, em andamento, da nova fábrica de Pectina localizada em Bebedouro, interior de São Paulo.

Esse projeto não expande apenas as possibilidades no mercado global de Pectina, mas também reforça a inovação do portfólio da empresa e a possibilidade de ofertar aos seus clientes maior flexibilidade nos blends para atender diferentes necessidades de aplicação.

Acompanhando às mudanças no comportamento de seus consumidores, a Cargill também já vislumbra alterações nos seus produtos. Assim, a empresa continuará sua jornada de investimento na inovação e geração de valor para seus clientes, tanto nas linhas de óleos para consumo como de atomatados. Novas apresentações e novos formatos farão parte dessa agenda. As marcas principais como, Liza, Elefante, Pomarola estarão cada vez mais próximas dos consumidores com foco estratégico em comunicação digital. Além disso, a companhia investe no fortalecimento dos seus negócios em food service, principalmente no cenário pós pandemia, e nas soluções que entrega para o food industry.

Dentro do mercado de nutrição animal, apesar da pandemia, a Cargill vislumbra que a demanda mundial por proteína continuará alta em 2020. Além do desafio de preços das carnes e dos insumos, muitos produtores também têm sido afetados por interrupções na sua cadeia de fornecimento, demandando por matérias primas alternativas. Dessa forma, a Cargill quer estar cada vez mais ao lado dos produtores, os apoiando em seus desafios de crescimento e gestão de custos.

Redação AI/SI
Deixe seu Recado