Guia Gessulli
AveSui Inside Cooperativas Agroindústrias Bem - Estar Animal América Latina Comentário Avícola Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Genética Geral Insumos Manejo Meio Ambiente Mercado Externo Mercado Interno Nutrição Ovos Piscicultura Pesquisa e Desenvolvimento Processamento de Carne Sanidade Sustentabilidade Saúde Animal Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Sanidade

China registra 1º caso da gripe aviária H10N3 em humanos

Risco de propagação é baixo, diz governo. Homem infectado deve ter alta em breve

Redação com informações de Poder 360
01-Jun-2021 08:38

A China informou nesta 3ª feira (1º.jun.2021) que as autoridades sanitárias do país detectaram o 1º caso mundial de gripe aviária H10N3 em humanos. Segundo a Comissão Nacional de Saúde, a transmissão foi “acidental” e é “muito baixo” o risco de que haja propagação em larga escala do vírus.

“Nenhum caso humano de H10N3 foi relatado no mundo [até então], e o vírus entre as aves é de baixa patogenicidade. Este caso é uma transmissão ocasional de aves para humanos, e o risco de disseminação em grande escala é extremamente baixo”, lê-se no comunicado.

O infectado é um homem de 41 anos, que vive em Zhenjiang, na província de Jiangsu. Ele começou a sentir sintomas, como febre, em 23 de abril. Foi internado 5 dias depois, quando seu estado de saúde se agravou. Segundo a Comissão, sua condição evoluiu de forma positiva e ele deve receber alta em breve.

As autoridades da China informaram que entraram em contato com pessoas próximas ao paciente e que não foram encontradas “anormalidades”.

O H10N3 é um subtipo do vírus Influenza A, também conhecido como vírus da gripe aviária. Yang Zhanqiu, vice-diretor do Departamento de Biologia Patogênica da Universidade de Wuhan, disse ao jornal Global Times que o vírus é normalmente letal para aves.

Ele explicou que o H10N3 pode se espalhar por meio de gotículas respiratórias – processo semelhante ao do Sars-CoV-2, coronavírus causador da covid-19.

Yang disse que provavelmente foi por meio de gotículas que o homem foi infectado. Ele afirmou que não há evidências de que exista a transmissão entre humanos. Além disso, ele ressaltou que o vírus apresenta baixo risco para os humanos.

Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade