Guia Gessulli
07-Mar-2019 10:25 - Atualizado em 07/03/2019 15:02
Investimentos

Cobb anuncia investimento de US$ 50 milhões na Nova Zelândia

Unidade inaugurada em janeiro produzirá avós para toda a região da Ásia-Pacífico

Após dois anos de preparação e construção, a Cobb celebrou a abertura da sua unidade de linhas puras na Nova Zelândia, no dia 31 de janeiro. Centenas de membros da comunidade, o time da Cobb Nova Zelândia, líderes da companhia e representantes do setor participaram da cerimônia em Rangiriri, Waikato.

“É maravilhoso estar aqui e fazer parte desse lindo país”, disse Joel Sappenfield, Presidente da Cobb-Vantress. “Queremos agradecer ao grupo marae Ngã Muka Development Trust e Waahi Whãnui Trust pelo apoio contínuo à Cobb Nova Zelândia”.

O número de empresas de avicultura tem crescido na região da Ásia-Pacífico e a nova unidade da Cobb aproveita a vantagem sanitária que a Nova Zelândia possui. O país, historicamente, registrou poucas experiências de doenças como a gripe aviária, e, portanto, e é esperado que forneça pouco risco de contaminação, sendo capaz de abastecer toda a região. A linha genética Cobb produzida na Ásia foi destaque na região Ásia-Pacífico no mercado de frangos de corte em 2017 e 2018.

O investimento da Cobb de cerca de US$ 50 milhões produzirá avós para criar frangos de corte de alto valor que serão, em grande parte, exportados para os distribuidores e para a própria operação da Cobb na China, a fim de atender às expectativas da Ásia-Pacífico. O complexo inclui um incubatório, um galpão de quarentena, nove galpões de criação e 12 de produção. A entrega de aves produzidas na unidade para os clientes deve começar no verão norte-americano.

Durante a celebração, a tribo Horahora Marae presenteou os líderes da Cobb Nova Zelândia com um tradicional guerreiro Maori esculpido em pedra greenstone como símbolo de apoio. Os Maori são povos indígenas da Nova Zelândia que viajavam pela região da Polinésia Oriental desde 1280 d.C. Hoje, os Maori vivem em toda a Nova Zelândia e sua cultura, tradições e idioma são aceitos por todos.

A Cobb também presenteou os Horahora Marae com um retrato de um índio nativo americano, costurado à mão, com duas setas. Nativos americanos viajaram da Ásia para os Estados Unidos há pelo menos 15 mil anos. Atualmente, há mais de 500 tribos reconhecidas pelo governo federal nos EUA, cada uma com diferentes sociedades e culturas.

“Assim como fizemos em outras unidades da Cobb ao redor do mundo, integramos a comunidade local durante a fase de construção – e agora, a fase operacional”, disse Jimmy Chand, Gerente-Geral da Cobb Nova Zelândia.  “Isso nos permite oferecer trabalho para a comunidade e garante que nossa nova instalação esteja funcionando para oferecer aos nossos clientes produtos consistentes e de qualidade”.

Quando estiver operando totalmente, a companhia empregará aproximadamente 100 pessoas, a maioria vinda da comunidade ao redor da unidade.

“Isso é excelente”, disse o ancião local (Kaumatua) Patrick Kingi. “Excelente emprego que foi dado aos nossos filhos e netos, isso é o mais importante”.

Localizada em Rotongaro, no sul de Auckland, em 368 acres (148 hectares), a Cobb Nova Zelândia é o mais novo projeto da família Cobb. A companhia fornecerá quase duas milhões de reprodutoras para a Ásia-Pacífico, incluindo China, Tailândia, Indonésia e Filipinas.

Cobb
Deixe seu Recado