11-Ago-2017 08:43
Agroindústria

Com aumento de despesas, BRF tem prejuízo de R$ 167 milhões

A BRF encerrou o segundo trimestre do ano com prejuízo de R$ 167,3 milhões, resultado principalmente dos efeitos da Operação Carne Fraca, segundo balanço da empresa divulgado nesta quinta-feira (10/08).

Com restrições de diversos países à carne brasileira em meio às investigações da operação, o início do trimestre foi marcado por queda nos volumes de vendas da BRF, especialmente no mercado internacional. No entanto, a companhia aponta que parte desses efeitos foram mitigados, e o volume de vendas em maio e junho ficou acima da média do primeiro trimestre.

Além da redução das vendas, a operação também teve como impacto para a empresa o aumento das despesas. A BRF teve um custo de R$ 117 milhões com devoluções, fretes e armazenagem adicionais, e ajuste no valor dos estoques. Houve ainda a despesa de R$ 37 milhões com provisões de ação civil pública em diversas localidades.

A Operação Carne Fraca foi deflagrada pela Polícia Federal em março, para investigar irregularidades em 21 frigoríficos brasileiros, com supostos pagamentos de propina a fiscais sanitários do Ministério da Agricultura e venda de carne de má qualidade.

Após o escândalo, alguns países anunciaram restrições à importação de carnes brasileiras. Alguns dos nossos maiores compradores, como China e Hong Kong chegaram a suspender totalmente a entrada de carne brasileira.

Um mês após a operação, a BRF havia perdido 1,45% em valor de mercado, que passou de R$ 31,9 bilhões para R$ 31, 5 bilhões.

G1
Deixe seu Recado