Guia Gessulli
11-Dez-2019 08:33
Cooperativa

Com maior rentabilidade devido a carne de frango, C. Vale amplia sobras e prepara investimentos

A redução do recebimento de 8,8 milhões de sacas de soja da última safra devido a estiagens limitou o crescimento da receita, mas as exportações de carne de frango com taxa de câmbio bastante favorável impulsionaram a rentabilidade

A C.Vale vai destinar aos associados valor maior de sobras no início de 2020 que o disponibilizado na assembleia de fevereiro de 2019 apesar de o faturamento crescer menos que o previsto. A redução do recebimento de 8,8 milhões de sacas de soja da última safra devido a estiagens limitou o crescimento da receita, mas as exportações de carne de frango com taxa de câmbio bastante favorável impulsionaram a rentabilidade. “A carne de frango passou a ter um valor maior devido à peste suína africana na China. Passamos a exportar 73% da nossa produção”, explicou o presidente da C.Vale, Alfredo Lang. Durante confraternização com lideranças da cooperativa, em Palotina, ele revelou que mais de 315 mil toneladas do produto haviam sido comercializadas até o início de dezembro. Ele projeta faturamento entre R$ 8,6 e R$ 8,7 bilhões em 2019 contra R$ 8,5 bilhões do ano anterior.

Ao participar do encontro, no dia 3 de dezembro, Lang revelou que a cooperativa entrou no último mês do ano com 10.469 funcionários e 21.884 associados. Voltou a destacar a criação de dois mil novos empregos e a geração de renda com a reativação do frigorífico da Averama, em Umuarama, a partir de 2020. Ele antecipou que a cooperativa está começando a elaborar projeto para construção de uma indústria para esmagamento de soja no complexo agroindustrial de Palotina para atender a demanda por óleo e farelo para produção de rações.

Redação AI/SI
Deixe seu Recado