AveSui2021
AveSui Inside Cooperativas Agroindústrias Bem - Estar Animal América Latina Comentário Avícola Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Genética Geral Insumos Manejo Meio Ambiente Mercado Externo Mercado Interno Nutrição Ovos Piscicultura Pesquisa e Desenvolvimento Processamento de Carne Sanidade Sustentabilidade Saúde Animal Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Prêmio Quem é Quem

Conheça Celsi Sandmann, uma das finalistas da categoria Mulheres Cooperadas

Com uma vida dedicada ao cooperativismo, Celsi sempre batalhou no campo e se tornou associada da Lar em 1982, se tornando inspiração para outras mulheres empreendedoras

Redação AI/SI
02-Mar-2021 09:22 - Atualizado em 10/03/2021 11:10

Nascida em 27 de novembro de 1954 em Lajeado (RS), filha mais velha de uma família de doze irmãos e pais agricultores. Aos três anos de idade, Celsi e sua família mudaram-se para Concórdia (SC). Antes da aquisição de terra própria, seus pais eram arrendatários de terra. Incentivada pelos pais, ambos analfabetos, ingressou na escola aos sete anos de idade, atingindo a necessidade familiar de letramento em Matemática e na língua Portuguesa devido ao seu excelente desempenho escolar. Desde muito pequena trabalhava com os pais na produção de grãos, gado leiteiro e suínos; atividades estas desenvolvidas manualmente. Teve uma infância difícil até mesmo para a época. A escola era distante e tinha que trabalhar muito.

Na juventude foi catequista e quis muito continuar estudando para se tornar professora, mas só foi possível estudar até a quarta série. Em 1974, aos 19 anos casou-se e, com seu marido mudou-se para o Paraná passando a trabalhar em um comércio familiar, porém, devido às dificuldades da época, decidiram voltar à Santa Catarina passando a arrendar terra. Viveram quatro anos difíceis naquela região, onde tiveram dois filhos. As dificuldades eram tantas que com filhos recém-nascidos desenvolviam seus trabalhos na lavoura levando-os junto. Com trabalho árduo, de sol a sol, juntando suas economias compraram um alqueire de terra em Santa Helena no Paraná, nesse momento decidiram que ela ficaria trabalhando na propriedade, enquanto o esposo trabalharia fora.

Do trabalho como boia fria à aquisição de um pequeno rebanho de gado leiteiro, a agricultora continuou à frente da propriedade. Com seriedade e empreendedorismo, em 1982, se tornaram associados da Lar Cooperativa, onde começou a participar e conhecer o cooperativismo. Em 1991 tiveram mais uma filha, que hoje está fazendo a sucessão familiar. Pouco depois Celsi conseguiu realizar um sonho antigo de voltar a estudar e concluiu o ensino médio. Com a mudança de perfil da cooperativa, de agrícola para agroindustrial, as oportunidades começaram a ficar mais claras e o futuro se desenhava mais empolgante, e ela começou a participar mais ativamente se associando também e fazendo parte do comitê feminino, participou de cursos como o empreendedor rural, que a levou a apostar na avicultura, iniciando com um aviário de corte e posteriormente ampliando a atividade.

Sempre eleita de maneira democrática para representar os demais, um reflexo da liderança natural exercida por ela. Durante sua jornada como mãe, agropecuarista, passou a frequentar grupos de mulheres empreendedoras, estando à frente das principais mudanças ocorridas no sistema agropecuário familiar. Recuperou a saúde, a autoestima e fez despertar uma avicultora de sucesso.

Atualmente ela serve como inspiração para que outras mulheres permaneçam no campo, amem suas atividades e tenham qualidade de vida. Hoje o casal tem 13 alqueires, seis aviários, três granjas de suínos, gado de corte para reaproveitamento de dejetos nas pastagens, quatro caminhões porcadeiros e uma carreta graneleira. Atividades sempre com visão de sustentabilidade e destino correto de dejetos. Sob as mãos do cooperativismo, construiu uma história que começou desesperançosa, mas hoje se mostra bela, otimista e feliz.

 

RAIO X

Associada: Lar Cooperativa Agroindustrial

Ano de nascimento: 1954

Tempo associada: 39 anos

No setor agropecuário: 35 anos de suinocultura e 16 anos de avicultura

Estado Civil: Casada, mãe de três filhos, com quatro netos e uma bisneta

Uma ação positiva: apoiou uma família cooperada intervindo junto à cooperativa, em um momento difícil onde eles haviam perdido sua casa em um incêndio, de forma que a cooperativa antecipou o fundo capital do associado para ajudar nos custos da construção da nova casa.

Acesse a página de votação do prêmio das maiores e melhores cooperativas brasileiras de aves e suínas, o Quem é Quem, e conheça as outras finalistas. Aproveite e vote nas outras categorias também.

Conheça Celsi Sandmann,  uma das finalistas da categoria Mulheres Cooperadas, Conheça Celsi Sandmann,  uma das finalistas da categoria Mulheres Cooperadas
1/4
Conheça Celsi Sandmann,  uma das finalistas da categoria Mulheres Cooperadas, Conheça Celsi Sandmann,  uma das finalistas da categoria Mulheres Cooperadas
2/4
Conheça Celsi Sandmann,  uma das finalistas da categoria Mulheres Cooperadas, Conheça Celsi Sandmann,  uma das finalistas da categoria Mulheres Cooperadas
3/4
Conheça Celsi Sandmann,  uma das finalistas da categoria Mulheres Cooperadas, Conheça Celsi Sandmann,  uma das finalistas da categoria Mulheres Cooperadas
4/4

MAIORES E MELHORES COOPERATIVAS

Voltado a valorizar as maiores e melhores cooperativas de aves e suínos, o prêmio Quem é Quem busca destacar o relevante papel desempenhado pelas cooperativas para o desenvolvimento do agronegócio do País, assim como para a melhoria social e preservação do meio ambiente, destacando ações e atores centrais nesse processo, como os cooperados e técnicos que compõem sua estrutura de produção.

O cooperativismo agropecuário brasileiro é um modelo admirado no mundo inteiro. Apoiando o desenvolvimento econômico e social, principalmente das pequenas propriedades rurais, o cooperativismo no campo possui grande relevância para a economia do País. É exatamente esse importante e grandioso papel que a Gessulli Agribusiness quer ressaltar e valorizar com a realização do Prêmio Quem é Quem, que tem o patrocínio da empresa De Heus e a Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB) com entidade patronal. Neste ano, a coordenação dos trabalhos, avaliações e ranking das cooperativas participantes estará a cargo do Nupea/Esalq-USP, por intermédio do professor Iran José Oliveira da Silva, coordenador do Nupea.

O nome dos vencedores será conhecida no dia 13 de abril, na abertura oficial da AveSui América Latina Online 24H/7D. Não deixe de acompanhar.

Assuntos do Momento

Brasil recebe autorização da Anvisa e poderá produzir até 400 milhões de vacinas em 90 dias
22 de Abril de 2021
Saúde

Brasil recebe autorização da Anvisa e poderá produzir até 400 milhões de vacinas em 90 dias

O próximo passo é buscar a transferência de tecnologia para dar início à produção dos imunizantes

16 de Abril de 2021
Cooperativa

Em entrevista, CEO da BRF diz que será preciso criar carne a partir de células de animais

Lorival Luz, CEO global da BRF, deu entrevista para UOL sobre tendências e perspectivas da marca

São Salvador Alimentos passa a fabricar produtos industrializados de frango com projeto Marel
20 de Abril de 2021
Mercado

São Salvador Alimentos passa a fabricar produtos industrializados de frango com projeto Marel

O projeto atenderá duas linhas de produção: os embutidos e empanados

BRF consolida a inovação como pilar de transformação e desenvolvimento sustentável
20 de Abril de 2021
Mercado

BRF consolida a inovação como pilar de transformação e desenvolvimento sustentável

Companhia dobrou investimentos em Inovação e P&D nos últimos dois anos e a intenção é aumentar ainda mais em 2021

A diferença entre os preços de ovos brancos e vermelhos é recorde
19 de Abril de 2021
Cotação

A diferença entre os preços de ovos brancos e vermelhos é recorde

Os valores dos dois tipos de ovos estão em alta, impulsionados pelas vendas aquecidas

Evonik faz investimento complementar na In Ovo em apoio ao lançamento da máquina para teste de  sexagem em ovos
20 de Abril de 2021
Mercado

Evonik faz investimento complementar na In Ovo em apoio ao lançamento da máquina para teste de sexagem em ovos

Startup atinge o estágio de comercialização de sua tecnologia. Determinação rápida e confiável da sexagem de embriões dentro do ovo agora é possível em escala. Tecnologia permite aos produtores de ovos evitar o descarte de pintos machos, procedimento que será proibido na Alemanha a partir de 2022

Mais assuntos do momento
Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade