Banner AI - Cobb
17-Jul-2020 08:16
Investimentos

Copacol compra frigorífico da Tilápia Pisces por R$ 60 milhões

Investimento permitirá a ampliação dos negócios da cooperativa no segmentoA coooperativa paranaense Copacol comprou o frigorífico da Tilápia Pisces em
Toledo, no oeste do Paraná, por R$ 60 milhões. A unidade está situada em uma área
de 57 mil metros quadrados na estrada rural de acesso ao Distrito de São Luís do
Oeste.

A coooperativa paranaense Copacol comprou o frigorífico da Tilápia Pisces em Toledo, no oeste do Paraná, por R$ 60 milhões. A unidade está situada em uma área de 57 mil metros quadrados na estrada rural de acesso ao Distrito de São Luís do Oeste.

“Decidimos pelo investimento pensando em gerar aos nossos cooperados mais oportunidades de negócios para que possamos aumentar nossa participação na atividade. A piscicultura vem ganhando espaço entre os consumidores e a integração do peixe, implantada pela Copacol, garante maior rendimento ao nosso produtor, que tem a comercialização garantida no fim do processo”, diz, em nota, Valter Pitol, presidente da Copacol.

O sócio-proprietário do frigorífico da Tilápia Pisces, Sidney Godinho, esteve à frente das negociações com a Cooperativa. A unidade industrial de peixes em Toledo está em funcionamento há 13 anos e gera cerca de 250 empregos diretos – o quadro atual será mantido pela Copacol. A capacidade de abate é de 40 mil tilápias ao dia. 

Até que todo o processo administrativo esteja concluído, a marca Tilápia Pisces será mantida – bem como vendas aos consumidores e compras com fornecedores. Logo em seguida haverá implantação das embalagens com a marca Tilápias Copacol.

Com o maior volume de abate de tilápia da América do Sul, a Unidade Industrial de Peixe em Nova Aurora, da Copacal, abate 140 mil tilápias ao dia. No ano passado, foram abatidos 42 milhões de peixes, totalizando 14,9 mil toneladas.

A estrutura atingiu a capacidade máxima, por isso, a aquisição do novo frigorífico foi consolidada. “Com a compra da estrutura teremos mais produtos para atender os clientes internos e também desenvolver o mercado internacional de tilápia”, explica Valdemir Paulino dos Santos, superintendente comercial Copacol, também em nota.

Valor
Deixe seu Recado