16-Mai-2016 09:50
Comentário

Custo de energia das granjas - o item de maior custo de produção para os integrados da avicultura de corte

Há dois, a energia era o terceiro custo na escala de grandeza na criação de frangos de corte, ficando em primeiro a mão de obra e em segundo o aquecimento. Atualmente a energia passou a ser o maior custo, ultrapassando até a mão de obra das nossas granjas.

O que nós produtores de frangos podemos fazer para amenizar este custo? (14 dicas).

1.      Rede trifásica: Sempre use motores trifásicos pois são 33% mais econômicos do que os motores monofásicos;

2.      Transformador: Faça um estudo de consumo de energia em seu projeto e dimensione seu transformador acima de sua necessidade e veja os benefícios que sua concessionária de energia tem para o consumo na área rural. Planeje para se enquadrar na melhor tarifa possível;

3.      Gerador: Sempre adquira um gerador com capacidade de no mínimo 20% maior do que seu consumo, com isso o consumo de diesel é menor pois não trabalha forçado.

4.      Painéis elétricos: Contrate um profissional habilitado para tal. Os painéis são cruciais para evitar alto consumo e quedas de energia inesperadas. Use material de qualidade assim evita possíveis mortalidades de frangos por falta de energia em dias de uso total.

5.      Cabeamentos: Instale sempre cabos de cobre no interior de seus aviários e de preferência protegidos com conduites específicos. O alumínio gera maior desperdício de carga elétrica. Use os cabeamentos dimensionados de acordo com a necessidade, nunca use fiação inferior pois aumenta o consumo devido a chegar menor amperagem nos motores.

6.      Estudo de consumo por grupo de equipamentos: Após uma leitura separadamente de cada bloco de consumo em uma granja de 120 mil frangos durante um lote, obtivemos os resultados abaixo sobre consumos, que devemos levar em conta quando vamos fazer um projeto para dimensionar: cabos, local do transformador, gerador e principalmente entrada principal do sistema elétrico. Por escala de percentual de consumo, os dados foram:

·         Primeiro – Exaustores = 62%

·         Segundo – Aquecimento = 11%

·         Terceiro - Bombas de nebulização e placas = 9%

·         Quarto – Gerador e composteira RAC = 6%

·         Quinto - Iluminação com lâmpadas de led = 5%

·         Poço semi-artesiano = 4%

·         Sexto – Casa do granjeiro = 3%

Consumo médio de 0,4 kwh por ave abatida;

7.      Entrada principal da energia: Sempre devemos instalar o sistema de entrada de energia o mais próximo possível dos exaustores, pois são os maiores consumidores. Assim evitamos perdas consideráveis pelo menor comprimento dos cabos e certamente um menor custo com a instalação;

8.      Tipos de motores: Adquirir (embora um pouco mais caros) sempre motores de alto rendimento, assim temos um consumo médio em torno de 5% menor;

9.      Isolamento térmico do telhado: Evitar a entrada de calor nos galpões pela cobertura, é a melhor forma de economizar energia. Quanto mais isolado termicamente ficar suas granjas, melhor será o conforto térmico para os animais. Sendo assim usa-se exaustores para tirar somente o calor produzido pelas aves. Com isso podemos diminuir a velocidade de ar que proporcionaremos conforto às aves. Devemos tomar muito cuidado com que material vamos usar, pois o mercado oferece diversos tipos de isolamento e alguns não funcionam muito bem e de durabilidade pequena. Temos que pensar em um isolante com durabilidade na mesma proporção da obra civil.

10.  Cobertura: Não usar telhas de barro, fibrocimento, telhas de concreto, pois absorvem calor e reflete parte para o interior da granja. Sempre usar um telhado branco ou prata para facilitar o reflexo para cima (telhas de alumínio, galvalume, alumizinco ou pvc branco).

11.  Arborização: É a técnica mais barato e que auxilia no conforto térmico de uma granja com muita eficiência. Pode-se fazer plantio ao redor das granjas como também fazer arborização em maior escala formando um microclima em sua propriedade. Para as regiões mais frias do Brasil, recomenda-se usar arvores caducas (que perde a folha no inverno);

12.  Vedação: É um problema muito sério nas granjas brasileiras. Construir granjas ou adequar as existentes pensando em vedar o máximo possível as entradas de ar falso, é uma forma muito eficiente de economizar energia. Para as granjas com pressão negativa, o ar deve entrar somente pelas placas evaporativas. Qualquer vazamento de ar em outro local é sinônimo de aumento de custo para resfriamento ou aquecimento.

13.  Exaustores: Exaustores com motor de 1vc são 17% mais produtivos que os de 1,5 cv. Veja sempre as informações técnicas dos equipamentos que vai comprar, e no caso dos exaustores, verifique quantos m³ de ar o equipamento retira por watts consumido. Com certeza o exaustor de 1 cv é muito mais econômico.

14.  Gestão de dados: Quem não tem informações toma decisões erradas, portanto, sempre faça gestão de seus dados, construa históricos de informações sobre custos, consumo e produção de sua granja, para que assim você tenha parâmetros para decidir tuas ações dentro do seu negócio. Administre sua granja como uma empresa, seja um empresário da avicultura. Essas informações são base de sobrevivência, continuidade e ampliação.

,
Grafico custo energia

Redação Avicultura Industrial

Valmor Ceratto

Avicultor, administrador e consultor avícola.

www.ceratto.com.br

 

Deixe seu Recado