AveSui EuroTier South America Full
07-Jun-2019 09:33
TvGessulli

DESTAQUES - Bom desempenho das exportações em maio e no acumulado do ano

Semanalmente os portais Avicultura Industrial e Suinocultura Industrial resumem as principais notícias do setor

 

 

Começando pelos insumos, os dados divulgados essa semana pelo Cepea mostram que os preços do milho, que estavam em movimento de queda desde março, passaram a subir em maio, especialmente na segunda quinzena. Em Campinas o indicador registrou elevação de 14,66% no acumulado de maio fechando a R$ 38,56/sc de 60 kg na sexta-feira. Segundo pesquisadores do Cepea, o impulso vem da retração de vendedores, que estão atentos ao maior ritmo das exportações e também à possibilidade de que as vendas externas sigam aquecidas nos próximos meses.

No caso da soja com o clima desfavorável para o cultivo nos Estados Unidos e o possível impacto sobre a produtividade, sojicultores brasileiros se afastaram dos negócios na semana passada. Esse cenário foi verificado mesmo com a demanda aquecida pelo grão. A expectativa é de remuneração ainda maior nas vendas da oleaginosa nos próximos meses

E o Laos pode ser o novo destino da carne de frango brasileira. O Mapa divulgou nesta semana que O governo de Laos vai enviar cartas oficiais aprovando integralmente os requisitos propostos pelo Brasil para a exportação de carne de aves e de animais vivo. Ficou acertada a visita de uma equipe técnica de veterinários do Departamento de Pecuária e Pesca do Laos para que conheçam o sistema nacional de inspeção de carnes.

E falando em destinos, em maio as exportações de carne de frango cresceram 5,8% em relação a abril. Foram enviadas ao mercado externo 345,9 mil toneladas. Na comparação com maio de 2018 o crescimento foi 5%, já que no período o total exportado no mês foi de 314,6 mil toneladas. No acumulado do ano os embarques registram elevação positiva de 3,6%. A China foi o principal destino junto com Hong Kong recebendo 22,8% dos embarques brasileiros. Somente para o gigante asiático foram US$ 446,42 milhões embarcados. Já Hong Kong soma US$ 119,19 milhões.

E as exportações de carne suína também cresceram. Em maio o volume embarcado foi 8% maior que em abril. Foram enviadas ao mercado externo 58,1 mil toneladas ante 51 mil em abril. Na comparação com maio de 2018 o crescimento chega a 35%.  No acumulado de janeiro a maio as exportações tiveram variação positiva de 19%.  A China também foi o principal destino junto com Hong Kong recebendo 46% dos embarques brasileiros. Somente o gigante asiático somou US$ 156,75 milhões. Já Hong Kong soma US$ 82,44 milhões. O segundo principal destino foi a Rússia com 13% de participação das exportações.

E falando da China, o governo chinês informou que vai incentivar a reposição dos rebanhos suínos e fortalecer a produção de outras carnes no país. No início da semana, o governo chinês pediu para as autoridades das províncias do país darem apoio financeiro aos produtores, para ajudar a estabilizar a produção da proteína. O rebanho de suínos para reprodução da China caiu 22% em abril com relação ao ano passado, a maior queda já registrada no país. Para diminuir a preocupação da população quanto à escassez da proteína, o governo também irá estimular a produção das carnes de frango, bovina e de carneiro.

E a startup Kemia foi a grande vencedora da primeira edição do Inova Pork, promovido pela Embrapa Suínos e Aves. Com a solução “Tecnologia Verde de Eletrofloculação e Eletro-oxidação para o Tratamento de Águas Residuárias”, a startup teve a melhor avaliação entre as nove finalistas e terá a oportunidade de apresentar sua solução para suinocultura dentro do Espaço Digital Farming da AveSui EuroTier South America, que acontece em Medianeira (PR), entre os dias 23 e 25 de julho. As fotos do evento você confere em nosso portal.

Redação AI/SI
Deixe seu Recado