Eurotec
15-Fev-2019 10:32
TvGessulli

DESTAQUES - O recall da BRF e os abates de suínos e frangos no país

Os portais da Avicultura Industrial e da Suinocultura Industrial resumem semanalmente as principais notícias do agronegócio brasileiro

 

A BRF anunciou que iria iniciar na quarta-feira (13) um recall de 164 toneladas de frango in natura no mercado nacional, produzidos na planta de Dourados, no MS. Em testes laboratoriais realizados pela própria companhia, a empresa identificou potencial risco da presença de Salmonella enteritidis. Adicionalmente, também estão sendo recolhidas 299 toneladas que foram destinadas ao mercado internacional.

A JBS USA anunciou, na segunda-feira (11), um investimento de cerca de R$ 20 milhões para expandir o negócio de Alimentos Preparados da Plumrose USA, em Ottumwa (Iowa), de modo a atender a crescente demanda dos segmentos de food service e varejo por produtos de bacon de alta qualidade. A ampliação também inclui a capacidade de processamento e fatiamento de bacon, melhorias de equipamentos, incluindo um novo aparelho de fatiamento de alta tecnologia. O investimento resultará em 25 novas oportunidades de emprego na unidade.

E o IBGE divulgou os dados preliminares sobre abate trimestral de animais. Os números consolidados devem ser divulgados no próximo mês. De acordo com o instituto, os abates de suínos tiveram crescimento de 0,4% no 4º tri de 2018, na comparação com igual período de 2017. No período, foram abatidas 11,10 milhões de cabeças de suínos.

O abate de frangos registrou queda no 4º trimestre de 2018, tanto em relação em relação ao trimestre imediatamente anterior (-0,7%), quanto na comparação com o quarto trimestre de 2017 (-0,9%). No terceiro trimestre de 2018, haviam sido 1,426 bilhão. O resultado do último trimestre de 2017 foi o melhor, quando o país abateu 1,429 bilhão de frangos.

Enquanto isso, a produção de ovos de galinha registrou recorde histórico, segundo o IBGE. A produção de ovos de galinha foi de 928,42 milhões de dúzias no 4º trimestre de 2018. A quantidade registrada representa um aumento de 1,0% sobre o 3° trimestre de 2018, quando o país produziu 919,47 milhões de dúzias da proteína. Já na comparação com igual período de 2017, o aumento foi de 8,2%. Naquele trimestre, a produção chegou a 858,2 milhões de dúzias.

Dezesseis agroindústrias brasileiras do setor avícola estarão em Dubai, nos Emirados Árabes, durante a Gulfood Dubai 2019 em busca de novos negócios. Centenas de encontros já estão programados pelas empresas, especialmente com potenciais clientes do Oriente Médio, Ásia e Leste Europeu. O evento acontece entre os dias 17 e 21 de fevereiro. A avicultura brasileira é a maior produtora e exportadora de carne de frango halal do mundo, com 1,438 milhão de toneladas embarcadas em 2018. A maior parte segue para países do Oriente Médio.

A demanda por suínos vivos cresceu nas últimas semanas e, como consequência, houve melhora nos preços pagos aos produtores, segundo a Associação Paulista dos Criadores de Suínos (APCS). A maior procura é do mercado interno, devido a uma redução de animais terminados para o abate. O Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), da Esalq/USP, aponta que o ajuste entre oferta e demanda refletiu de modo mais significativo nas carcaças e, posteriormente, no suíno vivo. Já para os cortes, segundo os analistas, a recuperação nos preços está mais lenta.

A contratação de crédito do Plano Agrícola e Pecuário (PAP) entre médios e grandes produtores alcançou entre julho do ano passado e janeiro último R$ 93,73 bilhões, volume que é 12% maior do que o contratado no mesmo período da safra 2017/2018, que somava R$ 83,89 bilhões. As contratações totais (empresarial e familiar) cresceram 13% , chegando a R$ 110,2bilhões, comparativamente ao mesmo período da safra passada (R$ 97,6 bilhões).

A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, vai percorrer quatro estados do Nordeste (Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte e Paraíba), a partir desta semana, para conhecer de perto projetos que têm apoio do ministério, de produção de frutas, flores, camarões e pescado, além da caprinocultura e da produção de aves e ovos. Ela também vai obter informações sobre a questão fundiária na região.

Redação AI/SI
Deixe seu Recado