Guia Gessulli
07-Dez-2018 09:49 - Atualizado em 07/12/2018 10:52
TvGessulli

DESTAQUES - Previsões otimistas para o agronegócio em 2019

Os portais da Avicultura Industrial e da Suinocultura Industrial resumem semanalmente as principais notícias do agronegócio brasileiro.

As previsões para o próximo ano são otimistas. A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) divulgou, nesta semana, suas estimativas para 2019. Dentre as perspectivas, está uma safra maior de grãos, devido ao clima mais favorável. Deve haver ainda um crescimento de 2% no Produto Interno Bruto (PIB) do agronegócio. Além disso, a entidade prevê uma alta de 4,3% no Valor Bruto da Produção (VBP), que mede o faturamento da atividade agropecuária dentro da porteira.

Nas exportações, foram embarcadas 296,6 mil toneladas de carne de frango em novembro, o que representou US$ 467,1 milhões. Com 20 dias úteis a média diária ficou em 14,8 mil toneladas, 3,3% menor que o mês de outubro e 0,3% menor que a média do mesmo período em 2017. As exportações de carne suína chegaram a 51 mil toneladas embarcadas em novembro, o que representou US$ 94,6 milhões. Com 20 dias úteis a média diária ficou em 2,6 mil toneladas, 3,3% a mais que o mês de outubro e 11% maior que a média do mesmo período em 2017.

Em relação à suinocultura, de acordo com as informações do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), da Esalq/USP, o suíno vivo tem obtido valorizações de preço desde julho deste ano, devido à menor oferta de animais para abate. E em novembro, a média mensal chegou ao maior patamar de 2018. Em cidades do interior paulista, por exemplo, o animal posto no frigorífico foi comercializado a R$ 3,91/kg em novembro, alta de 2,4% em relação ao mês anterior.

Dumping

O presidente chinês Xi Jimping sinalizou ao presidente Michel Temer, durante reunião do G-20, apoio para o fim do de processo antidumping contra a carne de frango brasileira. As tratativas entre brasileiros e chineses estão em fase final, mas ainda pendem alguns pontos de consenso.

Mudança

A JBS elegeu o executivo Gilberto Tomazoni como novo presidente global da companhia da família Batista, a maior empresa de processamento de carne do mundo. Tomazoni, que já exercia a função de executivo-chefe de operação do grupo, vai substituir José Batista Sobrinho, o Zé Mineiro, fundador do grupo, que voltou às funções executivas da companhia em setembro do ano passado, após a prisão dos seus filhos Joesley e Wesley Batista. Ex-presidente da Sadia, empresa na qual trabalhou por 27 anos, Tomazoni foi o responsável pela expansão da Seara e todos os negócios de alimentos processados da JBS.

 

Redação AI/SI
Deixe seu Recado