Guia Gessulli
AveSui Inside Cooperativas Agroindústrias Bem - Estar Animal América Latina Comentário Avícola Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Genética Geral Insumos Manejo Meio Ambiente Mercado Externo Mercado Interno Nutrição Ovos Piscicultura Pesquisa e Desenvolvimento Processamento de Carne Sanidade Sustentabilidade Saúde Animal Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Economia

Dólar abre a semana em alta, após recuar para perto de R$5

Na sexta-feira (4), moeda norte-americana fechou a R$ 5,0341, menor cotação em quase 1 ano

Redação com informações de G1
07-Jun-2021 10:06

O dólar abriu em alta nesta segunda-feira (7), após ter recuado na semana passada para mínima em quase 1 ano.

Às 9h50, a moeda norte-americana subia 0,41%, vendida a R$ 5,0547.

Na sexta-feira, a moeda norte-americana fechou em queda de 0,98%, cotada a R$ 5,0341 – menor patamar desde 10 de junho de 2020 (R$ 4,9334).

Na parcial do mês, acumula recuo de 3,64%. No ano, o dólar tem queda de 2,95% frente ao real.

Cenário

O recuo global do dólar nos últimos dias tem como pano de fundo o reforço das leituras de que o banco central dos EUA não irá retirar estímulos e elevar a taxa básica de juros de forma precoce. Mantidos esses estímulos, mantém-se a liquidez farta que pode fluir para mercados emergentes como o Brasil.

Na China, os preços do minério de ferro recuaram 4,4% nesta segunda-feira, após dados de importação e exportação terem mostrado crescimento em maio abaixo do esperado.

Por aqui, o maior ingresso de dólares, além de revisões para cima nas expectativas para a taxa de juros e para o crescimento econômico, têm contribuído para o recuo do dólar para um patamar mais próximo de R$ 5.

Os analistas do mercado financeiro elevaram a projeção para a inflação de 2021 de 5,31% para 5,44%, segundo pesquisa Focus divulgada nesta segunda-feira. Já a expectativa de crescimento do PIB deste ano passou de 3,96% para 4,36%. O mercado manteve em 5,75% ao ano a previsão para a Selic no fim de 2021. Já a projeção para a taxa de câmbio no fim do ano permaneceu em R$ 5,30.

Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade