Agroceres Multimix
AveSui Inside Cooperativas Agroindústrias Bem - Estar Animal América Latina Comentário Avícola Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Genética Geral Insumos Manejo Meio Ambiente Mercado Externo Mercado Interno Nutrição Ovos Piscicultura Pesquisa e Desenvolvimento Processamento de Carne Sanidade Sustentabilidade Saúde Animal Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Curso

EDA Marília recebe alunos do curso de mestrado profissional em Saúde Animal, Produção e Ambiente, da UNIMAR

Os professores Dr. Fábio Fernando Ribeiro Manhoso e Dra. Camila Dias Porto e os alunos foram recepcionados pelo corpo técnico e administrativo do EDA e a palestra foi proferida pelo médico veterinário Ricardo Scioli Dal Colletto, diretor técnico do EDA

Redação
21-Set-2021 13:12

Na última sexta-feira, 17 de setembro, o Escritório de Defesa Agropecuária de Marilia recebeu em suas dependências, 19 alunos do curso de mestrado profissional em Saúde Animal, Produção e Ambiente, da Universidade de Marília (Unimar), para conhecer as atividades desenvolvidas da Secretaria de Agricultura e Abastecimento, executadas por sua Coordenadoria de Defesa Agropecuária.

Os professores Dr. Fábio Fernando Ribeiro Manhoso e Dra. Camila Dias Porto e os alunos foram recepcionados pelo corpo técnico e administrativo do EDA e a palestra foi proferida pelo médico veterinário Ricardo Scioli Dal Colletto, diretor técnico do EDA, que apresentou os trabalhos realizados para desenvolvimento e manutenção dos programas de Sanidade Animal realizados pelo EDA, apresentou dados regionais e realizou a demonstração de equipamentos de trabalho pertinentes às atividades.

"Pelo interesse dos alunos foi dada ênfase nas ações dos programas sanitários para erradicação da febre aftosa, controle da raiva dos herbívoros e de controle e erradicação da brucelose e da tuberculose. Também mereceram destaque os programas de sanidade apícola, sanidade de suínos, encefalopatia espongiforme bovina e sanidade dos ovinos", disse Colletto.

O diretor disse ainda que os temas que entraram em discussão, devido ao interesse dos alunos, foram a problemática da retirada da vacinação contra a febre aftosa, as vantagens e os riscos envolvidos e a importância das ações de defesa sanitária nesse controle, a nova legislação do programa de controle e erradicação da brucelose e tuberculose a ser implementada em 2022 com exigências de exames de brucelose e tuberculose a produtores de leite e leilão de gado geral, notificação de doenças obrigatórias, demonstração da funcionalidade do sistema SISBRAVET, atendimento pela Defesa Agropecuária e, no caso envolvendo a raiva de herbívoros, a complexidade frequente para localizar os abrigos dos morcegos hematófago da espécie Desmodus rotundus, principal transmissor da raiva.

 

 

Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade