Guia Gessulli
AveSui Inside Cooperativas Agroindústrias Bem - Estar Animal América Latina Comentário Avícola Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Genética Geral Insumos Manejo Meio Ambiente Mercado Externo Mercado Interno Nutrição Ovos Piscicultura Pesquisa e Desenvolvimento Processamento de Carne Sanidade Sustentabilidade Saúde Animal Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Mercado de carnes

Embargo chinês pode diminuir preços das carnes no Natal, mas demanda preocupa

Ainda que aumento da oferta abra espaço para queda de preços no país, perspectiva de mesa farta esbarra em renda baixa e desemprego alto

Redação com informações de Valor Econômico
16-Nov-2021 08:28

Um dos desdobramentos do embargo chinês à carne bovina brasileira poderá ser a redução dos preços da proteína no mercado interno justamente nas festas de fim de ano, quando o consumo tende a aumentar. Mas, se por um lado a queda poderia ser considerada um “presente de Natal” aos consumidores brasileiros, por outro, ela não significa, necessariamente, mesa mais farta em dezembro, já que, afinal, o desemprego está alto e o poder aquisitivo das famílias, em baixa.

Após mais de dois meses de embargo chinês à carne brasileira, os estoques dos frigoríficos já passam de 100 mil toneladas, de acordo com a Safras & Mercado. “Se esse produto for liberado no mercado interno, a tendência é que os preços da carne bovina caiam e puxem com eles os das proteínas suína e de frango”, diz Fernando Iglesias, analista de mercado da consultoria.

Segundo ele, do ponto de vista da indústria, o mais inteligente seria liberar os estoques no último bimestre, quando, por causa do pagamento do 13º salário, a demanda sobe. Caso os frigoríficos segurem os estoques por mais tempo e a China continue fora das compras, ofertar o produto no primeiro bimestre poderia derrubar as cotações.

Iglesias lembra que as vendas são geralmente mais fracas no início do ano, época em que a população está descapitalizada, seja em virtude dos gastos do fim do ano anterior, seja por causa das despesas com impostos e compra de material escolar. “A China é o diferencial da balança, e nós temos que acompanhar. Enquanto não voltar, o cenário indica alguma queda nos preços”, frisa.

Por ora, no entanto, os preços das três proteínas seguem altos e proibitivos para uma boa parte da população brasileira, de acordo com o analista. Levantamento da Safras & Mercado com base no atacado paulista mostra que, em relação a novembro do ano passado, as cotações das carnes não subiram muito, mas já haviam superado os níveis de 2019, antes da pandemia. “De forma geral, este ano já tem sido bastante complicado para o consumidor brasileiro”, diz.

Os dados apurados pela Scot Consultoria no atacado paulista mostram que, nos primeiros dez dias deste mês, só as cotações dos cortes dianteiros diminuíram. Tanto os cortes traseiros quanto a média geral estavam mais altos na última quarta-feira do que no primeiro dia de novembro.

O comparativo de 24 meses feito pela Safras & Mercado mostra forte aumento também das proteínas de frango e suína no atacado. O preço do frango resfriado saltou 65,6% nesse período, chegando a R$ 8 por quilo neste mês, e a carcaça suína subiu 15,4%, para R$ 9,54 por quilo.

Assuntos do Momento

Brasil deverá atingir recorde na produção de aves em 2021
29 de Novembro de 2021
Crescimento

Brasil deverá atingir recorde na produção de aves em 2021

Aumento, de 4,5%, tem relação direta com a queda do poder aquisitivo da população, que passou a procurar proteínas mais baratas

Cuidados essenciais no controle de temperatura dos aviários em dias de calor
01 de Dezembro de 2021
Conteúdo Técnico

Cuidados essenciais no controle de temperatura dos aviários em dias de calor

Oferecer um controle térmico adequado às aves em dias de calor é um dos grandes desafios dos produtores, que precisam observar o comportamento das aves e manter o equilíbrio da temperatura e umidade do ar.

Preços do frango e do boi sobem mais de 40% no ano até setembro
01 de Dezembro de 2021
Mercado Interno

Preços do frango e do boi sobem mais de 40% no ano até setembro

Já o valor pago ao produtor de carne suína avançou 19,7%, segundo o relatório Mercados e Preços Agropecuários

No Paraná, aviários são destruídos durante temporal em Ampére
29 de Novembro de 2021
Vendaval

No Paraná, aviários são destruídos durante temporal em Ampére

No município de Ampére, os estragosmais graves ocorreram na zona rural

Contrabandistas transportam milhões de dólares de carne não regulamentada para a China todos os anos e o governo parece não conseguir impedi-los
30 de Novembro de 2021
Ilegal

Contrabandistas transportam milhões de dólares de carne não regulamentada para a China todos os anos e o governo parece não conseguir impedi-los

Milhares de quilos de carne são contrabandeados por meio de barcos de alta velocidade

Aurora Alimentos é eleita a campeã do prêmio "Melhores do Agronegócio"
01 de Dezembro de 2021
Reconhecimento

Aurora Alimentos é eleita a campeã do prêmio "Melhores do Agronegócio"

Avaliados pela Serasa Experian, resultados que levaram à escolha da cooperativa catarinense levaram em conta dados financeiros e ações de responsabilidade socioambiental

Mais assuntos do momento
Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade