AveSui2021
18-Mai-2001 10:15 - Atualizado em 20/04/2016 14:35

Embrapa implanta laboratório para diagnosticar doenças animais

Da redação  18/05/01 10:15 - A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), vinculada ao Ministério da Agricultura e do Abastecimento, está implantando um laboratório de diagnóstico de doenças animais localizado em Campo Grande (MS), na Embrapa gado de Corte, que vai atender à demanda por esse serviço existente nos Estados do Centro-Oeste, Norte e Nordeste do Brasil.

Já foram assinadas em maio duas cartas de intenção para contrato de prestação de serviços: um com a Fundação de Apoio à Pesquisa Agropecuária e Ambiental (Fundapam) e outra com o laboratório argentino de produtos farmacêuticos e veterinários, Biogenesis do Brasil, que tem sede  em Curitiba (PR).

Para iniciar o funcionamento do seu laboratório de diagnóstico de doenças animais, a Embrapa recebeu a doação de uma leitora de Elisa e dez "kits" de diagnóstico do HLS Veterinary Biological Products Inc., de Hillsdale, dos Estados Unidos, avaliados em R$ 30 mil. Os principais laboratórios de diagnóstico existentes no Brasil, hoje, estão concentrados nas regiões Sul e Sudeste. No caso de febre aftosa, o diagnóstico pode ser feito, ainda, em laboratório credenciado de Recife/PE, que recebe parte dos exames do rebanho de corte sul-mato-grossense, estimado em 25 milhões de cabeça de gado.

Os laboratórios da área de sanidade animal da Embrapa Gado de Corte sempre realizaram diagnóstico de doenças animais, mas em seu próprio rebanho e para municiar de informações as suas pesquisas. Agora os exames laboratoriais especializados serão destinados à avaliação sanitária nas atividades de avicultura, ovinocultura, suinocultura e bovinocultura.

Entre as doenças que poderão ser avaliadas, encontram-se a peste suína clássica, a síndrome reprodutiva e respiratória de suínos, a anemia infecciosa das galinhas (CAV), a bronquite infecciosa viral, a encefalopatia aviária, a leucemia felina ou imunodeficiência felina, a IBR (rinotraqueite infecciosa bovina), a BVD (diarréia viral bovina), a leucose bovina, a febre aftosa e a vaca louca (BSE). No caso da vaca louca, o trabalho será desenvolvido em parceria com a Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), que possui um dos três únicos laboratórios brasileiros, até então, credenciados para diagnóstico de vaca louca. O exame de BSE consiste em análise do tecido cerebral do bovino doente (técnica de histopatologia).

Para Pedro Paulo Pires, médico-veterinário e pesquisador da Embrapa, há pelo menos cinco anos é intenção da Empresa montar esse laboratório para prestar serviços à comunidade e apoiar o trabalho de campo do veterinário. A idéia central do projeto é garantir o apoio a todos os segmentos da pecuária, inclusive, ao pequeno produtor, que, na maioria das vezes, não dispõe de recursos para pagar assistência técnica capacitada ou para o diagnóstico em laboratórios particulares. A Embrapa cobrará, apenas, os custos do exame laboratorial.

Os laboratórios da área de sanidade animal da Embrapa Gado de Corte sempre realizaram diagnóstico de doenças animais, mas em seu próprio rebanho e para municiar de informações às suas pesquisas.

Thea Tavares
Deixe seu Recado