Alltech AI
AveSui Inside Cooperativas Agroindústrias Bem - Estar Animal América Latina Comentário Avícola Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Genética Geral Insumos Manejo Meio Ambiente Mercado Externo Mercado Interno Nutrição Ovos Piscicultura Pesquisa e Desenvolvimento Processamento de Carne Sanidade Sustentabilidade Saúde Animal Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Eventos

Evonik defende maior agilidade de decisões na avicultura durante AveSui 2022

Zootecnista e gerente Sênior de Marketing da Evonik na América Latina, Rodrigo Galli, salienta que a evolução tecnológica vai exigir tomada de decisões em tempo real para reduzir perdas, melhorar resultados e manter a competitividade na cadeia produtiva   

Assessoria
03-Mai-2022 08:46

O avanço tecnológico na avicultura vai contribuir com a tomada de decisões cada vez mais rápidas no setor para melhorar resultados e reduzir perdas. E esta evolução vem na direção das crescentes demandas sociais para maior transparência e bem-estar animal no processo produtivo, defendeu o zootecnista e gerente Sênior de Marketing da Evonik na América Latina, Rodrigo Galli, durante uma apresentação sobre Aviários Inteligentes no 6o Congresso Brasileiro de Zootecnica de Precisão: Novas Concepções de infraestrutura - Galpões Inteligentes, que aconteceu na AveSui América Latina 2022, em Medianeira, no Paraná. “Os galpões inteligentes trazem a oportunidade de o avicultor implementar medidas corretivas ou mesmo preventivas, reduzindo perdas”, pontuou.

Nesta direção, ele ainda salientou que o uso destas tecnologias, como big data e inteligência artificial na produção, por exemplo, vai exigir pessoas preparadas para a tomada de decisão. “Dados são gerados em toda a cadeia de valor da produção de aves. Contudo, muitas informações são perdidas ou apenas utilizadas para análise do que aconteceu no passado, quando as perdas já ocorreram. A evolução tecnológica caminha para a geração de dados e predições para a tomada de decisões a fim de prevenir estas perdas. Agora, precisamos produzir dados e não apenas animais. Para se manter competitivo no setor é necessário produzir e coletar dados, além de saber usar estas informações e transformá-las em insights”.

Com o conceito de zootecnia de decisão ele explica a importância da rapidez nas ações em uma atividade tão intensiva. “Não podemos mais demorar uma semana para analisar dados, já que neste período o frango evoluiu muito. Então, está claro que a análise e a decisão devem acontecer em tempo real. E hoje temos tecnologias para auxiliar na tomada de decisões rápidas e precisas. O foco da análise de produção está no agora e no futuro”, destacou Galli enquanto ressaltava a importância de a produção animal ter uma visão holística, combinando a produção animal, a nutrição e a saúde como um todo para planejar e predizer a produção de alimentos.

 

Ele pontua que estes avanços são uma resposta do setor para o desafio de se produzir alimentos para uma população global crescente e com exigências de segurança do alimento, bem-estar animal, menor impacto ambiental da produção e que seja economicamente viável. “E, por fim, este quadro vai exigir pessoas com novas habilidades e este novo profissional deve ser capaz de tomar decisões rápidas e precisas. Toda essa evolução vai favorecer a sucessão familiar no campo, além de questões sociais e ambientais”.

Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade