Mayekawa
05-Set-2019 09:29
Postura

Exportações de ovos registram queda no acumulado do ano

Em volume entre janeiro e agosto de 2019 foram embarcadas 9.603,64, 8,4% a menos que no mesmo período em 2018

As exportações de ovos de galinha entre janeiro e agosto deste ano tiveram variação negativa de 8,4% no volume embarcado. No período foram enviadas ao mercado externo 9.603,64 toneladas. Os dados são do Ministério da Economia Indústria, Comércio Exterior E Serviços.

Em valores monetários, os embarques somam US$ 41,81 milhões, (FOB – valores livres de impostos e taxas), uma queda de 4,6% . Ainda de acordo com os dados do ministério, os preços da carne enviada ao mercado externo registrou valorização de 4,2% no período.

Senegal oi o principal recebendo 21% dos embarques brasileiros, somando  US$ 8,76 milhões.. O segundo principal destino foi o Peru com 15% de participação das exportações, somando um montante de US$ 6,16 milhões.

México, Paraguai, Venezuela, Colombia e Bolívia juntos somaram quase 38% de participação, sendo o México com 14% e US$ 5,97 milhões, Paraguai           15% com US$ 5,9 milhões, Venezuela com 5,2% e US$2,18 milhões, Colômbia 2,4% e US$ 993,54 mil e Bolívia com 2,3% e US$ 946 mil.

Os Emirados Árabes receberam 9,5% das exportações brasileiras e a Arábia Saudita 13%.

ovos, ai jan ago, ppe, notícias, fotos atualizadas , Fonte: Secex
ovosFonte: Secex

Somente São Paulo, maior produtor brasileiro, foi responsável por 47,7% das exportações somando US$ 19,96 milhões, registrando crescimento de 2,7% no período. Paraná foi o segundo maior exportador com 33,5% de participação. O estado teve um crescimento 18,5% no período com US$ 14 milhões em exportações.

Já Santa Catarina foi responsável por 12,5%  dos ovos enviada ao mercado externo. No período o estado soma US$ 5,22 milhões. Na sequência vem Minas Gerai com 3,41% e Rio Grande do Sul com 2,27%.

ovos, ai jan ago, ppe, notícias, fotos atualizadas , Fonte: Secex
ovosFonte: Secex
ovos, ai jan ago, ppe, notícias, fotos atualizadas ,
Fonte Secex

Caroline Mendes/Redação AI
Deixe seu Recado