Alltech
AveSui Inside Cooperativas Agroindústrias Bem - Estar Animal América Latina Comentário Avícola Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Genética Geral Insumos Manejo Meio Ambiente Mercado Externo Mercado Interno Nutrição Ovos Piscicultura Pesquisa e Desenvolvimento Processamento de Carne Sanidade Sustentabilidade Saúde Animal Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Exportação

Exportações do agro somam US$ 12,1 bi em junho

Receita com vendas externas cresce 25% em relação ao mesmo mês de 2020. No primeiro semestre, valor soma US$ 61,5 bilhões

Redação
20-Jul-2021 16:14 - Atualizado em 21/07/2021 09:48

As exportações do agro somaram US$ 12,1 bilhões em junho de 2021, alta de 25% na comparação em relação ao mesmo período de 2020, segundo análise feita Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) com base nos dados do Ministério da Economia. O desempenho mensal foi favorecido pela manutenção do movimento de alta nos preços das commodities.

O setor respondeu por 43,1% do total exportado pelo Brasil em junho. No primeiro semestre, as vendas externas alcançaram US$ 61,5 bilhões, incremento de 20,8% na comparação com os primeiros seis meses do ano passado. 

Entre os itens mais vendidos para o exterior, o principal foi a soja em grãos, com receita US$ 5,3 bilhões, aumento de 23,4% em relação ao mesmo mês de 2020.  O produto teve participação de 43,8% no total dos embarques. O segundo colocado foi o açúcar de cana em bruto, com expansão de 30,1% frente a junho do ano passado, atingindo US$ 821,9 milhões.

Segundo a CNA, outros produtos se destacaram nas vendas externas. Os aumentos mais significativos em receita nas exportações de produtos em junho deste ano na comparação mensal com 2020 foram para a madeira compensada ou contraplacada (+291,3%), algodão não cardado nem penteado (+111,4%) e carne de frango in natura (+46,3%).

Também em junho de 2021, 74,1% dos embarques foram para dez mercados. A China foi o principal, com participação de 38,7% das exportações do agro brasileiro, seguida por União Europeia (15,7%) e Estados Unidos (6,1%). Completam a lista Tailândia (2,7%), Turquia (2,3%), Coreia do Sul (2,1%), México (1,9%), Taiwan (1,7%), Irã (1,6%) e Bangladesh (1,5%).

Destes países, as maiores variações nas vendas em junho/2021 frente a junho/2020 foram para Taiwan (+131,9%) e México (+117,2%), com destaque para a soja em grãos. No primeiro semestre de 2021, as maiores elevações em relação ao mesmo período do ano passado foram para o Irã (+154,8%), México (+51,0%) e Tailândia (+37,1%), onde as exportações de soja em grãos também se destacaram.

Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade