Basf AI
AveSui Inside Cooperativas Agroindústrias Bem - Estar Animal América Latina Comentário Avícola Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Genética Geral Insumos Manejo Meio Ambiente Mercado Externo Mercado Interno Nutrição Ovos Piscicultura Pesquisa e Desenvolvimento Processamento de Carne Sanidade Sustentabilidade Saúde Animal Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
ODS

Ferramenta permite avaliar Agenda 2030 em todos os municípios brasileiros

Índice de Desenvolvimento Sustentável das Cidades - Brasil (IDSC-Br) foi apresentado no Fórum de Desenvolvimento Sustentável das Cidades

Redação, com informações MCTI
13-Jul-2022 09:02

Índice de Desenvolvimento Sustentável das Cidades - Brasil (IDSC-BR), ferramenta que torna o Brasil o primeiro país do mundo a avaliar os avanços e os retrocessos da Agenda 2030 da ONU, foi apresentado nesta sexta-feira (8) em São Paulo (SP), durante a abertura da primeira edição do Fórum de Desenvolvimento Sustentável das Cidades. O evento conta com o apoio do projeto CITInova, que é coordenado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI). A apresentação pode ser assistida na íntegra neste link.

A ferramenta reúne dados e indicadores dos 5.570 municípios brasileiros, e permite identificar as virtudes e as fragilidades de cada um no cumprimento dos 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU. O Índice oferece uma visão geral e integrada das cidades brasileiras em cada um dos objetivos. Apresenta mapa interativo, análise individual dos municípios e um ranking entre cidades, estados, regiões, e até mesmo biomas diferentes, quanto ao nível de desenvolvimento sustentável. Os dados podem ser acessados gratuitamente neste link.

A ideia é estimular o cumprimento da Agenda 2030 e uma oportunidade para as cidades se integrarem à agenda global de desenvolvimento sustentável. O IDSC-BR também pode ser visto como uma ferramenta para conscientizar a sociedade e orientar a ação política municipal, estadual e federal, contribuindo para uma visão integrada dos desafios da cidade e a identificação de temas prioritários para ações e investimentos.

A ferramenta é resultado do trabalho conjunto entre o Instituto Cidades Sustentáveis (ICS), entidade que estimula a melhoria da qualidade de vida nas cidades brasileiras, e a SDSN (UN Sustainable Development Solution Network), uma iniciativa que nasceu dentro da própria ONU para mobilizar conhecimentos técnicos e científicos no apoio de soluções em escalas locais, nacionais e globais. O trabalho conta com o  apoio do Centro Brasileiro de Análise e Planejamento (Cebrap) e financiamento do Projeto CITinova.

Sobre o Fórum - Ao longo de três dias o 1º Fórum de Desenvolvimento Sustentável das Cidades promove encontros e debates com especialistas, gestores públicos, setores da academia e organizações da sociedade civil sobre os principais desafios e progressos dos municípios brasileiros no cumprimento da Agenda 2030. A primeira mesa de debates abordou o tema: “A evolução e os desafios das cidades nos 17 ODS da Agenda 2030 - Brasil como o único país com todas as cidades avaliadas nos 17 ODS”. O Fórum integra a programação da Virada dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), organizada pela prefeitura de São Paulo, que vai até domingo (10), no pavilhão da Bienal do Ibirapuera.

Neste sábado (9), às 10h, o Projeto CITinova promove o painel ‘Tecnologia e inovação para cidades sustentáveis’. Serão debatidos os seguintes tópicos: ‘Planejamento Urbano Integrado’, ‘Iniciativa de tecnologia e inovação’ e ‘Disseminação do conhecimento’.

Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade