Banner AI - Cobb
AveSui Inside Cooperativas Agroindústrias Bem - Estar Animal América Latina Comentário Avícola Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Genética Geral Insumos Manejo Meio Ambiente Mercado Externo Mercado Interno Nutrição Ovos Piscicultura Pesquisa e Desenvolvimento Processamento de Carne Sanidade Sustentabilidade Saúde Animal Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Assine a Revista Revista Digital Anuncie
Embargo

Filipinas proíbe produtos avícolas da Austrália devido a surto de influenza aviária

A Austrália, que responde por menos de 1% das importações de aves das Filipinas, confirmou o surto na fazenda de ovos em Victoria.

Redação AI
27-Ago-2020 10:20

As Filipinas disseram na quarta-feira que proibiram temporariamente a importação de aves domésticas e selvagens e seus produtos da Austrália após a presença do vírus da influenza aviária H7N7 altamente patogênico ter sido detectado em uma fazenda de ovos.

A Austrália, que responde por menos de 1% das importações de aves das Filipinas, confirmou o surto na fazenda de ovos em Victoria.

A proibição cobre carne de frango, pintos de um dia, ovos e sêmen, disse o Departamento de Agricultura em seu despacho de 14 de agosto tornado público na quarta-feira.

A gripe aviária pode infectar humanos, embora haja evidências limitadas de transmissão entre humanos, de acordo com especialistas em saúde. As infecções humanas são adquiridas principalmente através do contato direto com animais infectados ou ambientes contaminados.

Todas as remessas que chegam da Austrália com liberação de importação emitida em ou antes de 6 de agosto serão permitidas a entrada, desde que as aves tenham sido abatidas ou processadas em ou antes de 3 de julho, ou 21 dias antes do surto, disse o secretário de Agricultura William Dar.

As Filipinas viram seus próprios surtos de gripe aviária, com o último envolvendo o subtipo altamente infeccioso H5N6 do vírus, detectado em uma fazenda de ovos na cidade de San Luis, na província de Pampanga, em julho.

O país do Sudeste Asiático também declarou nesta sexta-feira a proibição temporária dos produtos de carne de aves brasileiros, depois que duas cidades da China encontraram vestígios do novo coronavírus em carregamentos de alimentos congelados importados, incluindo asas de frango do país sul-americano.

AveSui2021_dentro

O Brasil tem o segundo pior surto de COVID-19 do mundo depois dos Estados Unidos, registrando mais de 3,4 milhões de casos e mortes de cerca de 110.000 desde o início da pandemia.