Banner AI - Cobb
AveSui Inside Cooperativas Agroindústrias Bem - Estar Animal América Latina Comentário Avícola Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Genética Geral Insumos Manejo Meio Ambiente Mercado Externo Mercado Interno Nutrição Ovos Piscicultura Pesquisa e Desenvolvimento Processamento de Carne Sanidade Sustentabilidade Saúde Animal Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Mapa

Fiscais Agropecuários fazem novo protesto contra contratação temporária de veterinários

A categoria reivindica a contratação ode 1500 auditores fiscais federais agropecuários, e é contra uma série de medidas tomadas de maneira pelo ministério

Redação
27-Jul-2017 15:25

O Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais Federais Agropecuários (Anffa Sindical) realiza, nesta sexta-feira (28/07), às 8h, um novo protesto em frente ao prédio do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (Mapa). A categoria reivindica a contratação de 1500 auditores fiscais federais agropecuários, e é contra uma série de medidas tomadas pelo ministério, entre elas, a contratação de médicos veterinários temporários para realizar a fiscalização agropecuária.

 “Nosso objetivo era mostrar ao Mapa que a categoria é importante para o governo, para o mercado e, especialmente, para a sociedade. Acreditamos que o objetivo foi alcançado. Agora esperamos que o ministério se conscientize, priorize a segurança alimentar e sanitária do país e atenda às demandas da categoria”, afirma o presidente do Anffa Sindical, Maurício Porto.

 “O ministério sabe que a nossa defasagem é de mais de 1500 profissionais. A contratação de 600 Affas médicos veterinários não resolve o problema da fiscalização agropecuária do País. Resolve, temporariamente, um problema pontual da indústria frigorífica que precisa, para exportar, que a carne seja inspecionada por um servidor de carreira. Mas precisamos, também, de Affas químicos, farmacêuticos, engenheiros agrônomos e zootecnias. Os postos de Vigilância Agropecuária, que formam uma barreira natural à entrada de pragas, doenças, produtos tóxicos e contaminantes que podem colocar em risco a saúde da população, nossa agricultura e pecuária, estão completamente desfalcados de pessoal. Há muitos sem nenhuma fiscalização”, afirma o presidente do sindicato.

No último dia 25 o ministro e o secretário executivo do Mapa se reuniram com representantes do Anffa Sindical e reafirmaram que têm total interesse no concurso público, mas que a contratação de médicos veterinários ocorrerá. “O ministro afirma que não há outra alternativa, mas o último concurso para a área venceu sem que todos os aprovados tivessem sido convocados”, relata Porto. O ministro Blairo Maggi se comprometeu, em havendo possibilidade legal, a chamar os aprovados no último certame.

Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade