Guia Gessulli
AveSui Inside Cooperativas Agroindústrias Bem - Estar Animal América Latina Comentário Avícola Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Genética Geral Insumos Manejo Meio Ambiente Mercado Externo Mercado Interno Nutrição Ovos Piscicultura Pesquisa e Desenvolvimento Processamento de Carne Sanidade Sustentabilidade Saúde Animal Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
China

Fortes chuvas atingem safra de milho na China e aumentam preocupação com qualidade

A China deve colher uma de suas maiores safras de milho nesta temporada, depois que a oferta restrita no ano passado empurrou os preços para níveis recordes 

Redação com informações de Money Times
08-Out-2021 14:55

As fortes chuvas no norte da China esta semana atrasaram a colheita do milho, deixaram campos submersos e aumentaram as preocupações sobre a qualidade da safra no segundo maior produtor mundial, disseram analistas e agricultores nesta sexta-feira.

A China deve colher uma de suas maiores safras de milho nesta temporada, depois que a oferta restrita no ano passado empurrou os preços para níveis recordes.

Mas as raras chuvas fortes no início desta semana atingiram áreas do norte da China no momento em que a colheita estava para começar, dificultando a colheita e a secagem dos grãos.

“De modo geral, ainda será uma safra abundante, mas a chuva afeta o ritmo da colheita e a qualidade. Com muita chuva, os agricultores não podem secar o milho recém-colhido e isso causará altos níveis de toxinas”, disse Rosa Wang, analista da Shanghai JC Intelligence Co Ltd.

Para aumentar as preocupações, uma grave escassez de carvão forçou a China a restringir o fornecimento de energia para a indústria recentemente e pode dificultar a secagem de safras industriais em grande escala nas próximas semanas.

A chuva contínua submergiu as plantações nas províncias de Shandong, Hebei e Shanxi, bem como mais ao sul em Henan e Liaoning no nordeste.

No condado de Qihe em Shandong, a colheita de milho normalmente estaria concluída até agora, mas não começou por causa do grande alagamento nos campos, disse Paul Niven, um consultor de laticínios da China.

 

Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade