Banner AI - Cobb
AveSui Inside Cooperativas Agroindústrias Bem - Estar Animal América Latina Comentário Avícola Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Genética Geral Insumos Manejo Meio Ambiente Mercado Externo Mercado Interno Nutrição Ovos Piscicultura Pesquisa e Desenvolvimento Processamento de Carne Sanidade Sustentabilidade Saúde Animal Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Economia

Governo dos EUA vai indenizar produtores de aves e suínos que tiveram perdas durante a pandemia

De acordo com o Programa Pandêmico de Indenização de Criadores, a ajuda poderá ser solicitada entre 20 de julho e 17 de setembro

Redação com informações de Broadcast Agro
15-Jul-2021 08:54 - Atualizado em 15/07/2021 09:30

O governo dos Estados Unidos vai indenizar criadores de suínos e aves que tiveram perdas durante a pandemia por causa de acesso insuficiente a unidades de processamento de carne, informou o Departamento de Agricultura do país (USDA). De acordo com o Programa Pandêmico de Indenização de Criadores, anunciado pelo secretário de Agricultura dos EUA, Tom Vilsack, a ajuda poderá ser solicitada entre 20 de julho e 17 de setembro.

Segundo o USDA, criadores de frango e peru também receberão ajuda, mas o programa deverá beneficiar principalmente criadores de suínos. O governo vai pagar 80% do valor justo de mercado dos animais e dos custos de abate e descarte. Os pagamentos serão feitos a criadores que tiveram perdas entre 20 de março e 26 de dezembro do ano passado.

"Durante a pandemia, percebemos muito rapidamente a importância e vulnerabilidade da cadeia de suprimentos em nossa oferta de alimentos", disse Vilsack. "Muitos criadores tiveram de tomar a infeliz decisão de reduzir seus estoques de animais quando simplesmente não havia outra opção. Essa assistência direcionada ajudará os criadores que estiveram os mais atingidos pela pandemia a mitigar parte dessas perdas."

No ano passado, várias unidades de processamento de carne foram fechadas temporariamente por causa de casos de covid-19 entre seus funcionários. Isso obrigou muitos criadores a abater e descartar animais para evitar a superlotação em suas granjas.

Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade