Guia Gessulli
AveSui Inside Cooperativas Agroindústrias Bem - Estar Animal América Latina Comentário Avícola Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Genética Geral Insumos Manejo Meio Ambiente Mercado Externo Mercado Interno Nutrição Ovos Piscicultura Pesquisa e Desenvolvimento Processamento de Carne Sanidade Sustentabilidade Saúde Animal Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Economia

Governo publicará MP para isentar impostos na importação de milho

É mais uma tentativa de baratear os custos de produção de criadores de aves e suínos

Redação com informações de Valor
18-Ago-2021 13:15 - Atualizado em 18/08/2021 13:30

O governo vai publicar ainda neste mês uma medida provisória para isentar a cobrança de impostos federais na importação de milho. A desoneração de PIS e COFINS é mais uma tentativa de baratear os custos de produção na cadeia pecuária, principalmente dos criadores de aves e suínos.

Em reunião com representantes do setor produtivo e parlamentares, a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, disse que a Receita Federal já indicou a forma como será feita a compensação da renúncia fiscal no orçamento com a isenção para a compra do cereal, o que possibilita a edição da proposta.

"No final do mês, se Deus quiser, a MP vai estar pronta fazendo a renúncia do PIS e COFINS sobre a importação de milho para tentar diminuir os custos para o produtor", afirmou Tereza Cristina em um vídeo divulgado pela Associação Brasileira dos Criadores de Suínos (ABCS).

O governo federal também já zerou, até o fim do ano, o imposto de importação de milho de países de fora do Mercosul e liberou a entrada de eventos transgênicos cultivados nos Estados Unidos.

O pedido para isenção de PIS e COFINS havia sido encaminhado pela ABCS e outras entidades do setor ainda em maio. Em ofício encaminhado à ministra, o pedido era de suspensão dos impostos até dezembro. Em junho, a equipe de Tereza Cristina já havia enviado uma nota técnica ao Ministério da Economia solicitando a desoneração.

A intenção é beneficiar, principalmente, criadores e empresas que não operam na modalidade de Drawback, em geral exportadores, que recebem isenções para a importação de insumos que serão usados em itens destinados à posterior exportação.

No encontro, os criadores e a ministra conversaram sobre biosseguridade e as medidas adotadas para impedir a entra da peste suína africana no Brasil.

Segundo relatos, foi entregue um documento à ministra com indicações de ações para fortalecer a vigilância, entre as ampliar o número de laboratórios credenciados para a realização do diagnóstico rápido da PSA. Atualmente, apenas a unidade de Pedro Leopoldo (MG) tem o credenciamento.

 

Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade