AveSui
AveSui Inside Cooperativas Agroindústrias Bem - Estar Animal América Latina Comentário Avícola Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Genética Geral Insumos Manejo Meio Ambiente Mercado Externo Mercado Interno Nutrição Ovos Piscicultura Pesquisa e Desenvolvimento Processamento de Carne Sanidade Sustentabilidade Saúde Animal Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Sanidade

Gripe aviária: conheça os sintomas da doença que está se espalhando pela Europa e Ásia

A doença, também chamada de gripe aviária A, pode-se espalhar rápida e severamente entre as populações de aves

Redação com informações de MultiNews
17-Nov-2021 09:00 - Atualizado em 19/11/2021 11:09

Diversos surtos de gripe aviária têm atingido partes da Europa e da Ásia nas últimas semanas, gerando preocupação entre os epidemiologistas. A doença, também chamada de gripe aviária A, pode-se espalhar rápida e severamente entre as populações de aves. Isso significa que as granjas e instalações avícolas devem abater as aves – às vezes dezenas de milhões delas – para conter a propagação, incluindo as saudáveis. O vírus tem uma taxa de mortalidade de cerca de 50 por cento, de acordo com a Organização Mundial de Saúde Animal (OIE).

No entanto, são as infeções com humanos que geram maior preocupação dos especialistas, depois de 21 infeções registadas na China. De acordo com dados do Centro de Controlo e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC), cerca de 60% das pessoas infetadas com um tipo de gripe aviária chamado H5N1 asiático morreram. A mortalidade com esse tipo de gripe aviária é mais alta em pessoas com idade entre 10 e 19 anos e adultos jovens.

As pessoas tendem a contrair a gripe aviária através do contacto com aves doentes, por exemplo, ao manuseá-las ou geralmente estar perto delas. O vírus pode ser inalado pelo ar mas também pode entrar na boca, nariz ou olhos se alguém tocar no seu rosto com uma mão que contenha o vírus.

Nos humanos, os sintomas da gripe aviária variam de leves a graves e incluem sintomas gerais semelhantes aos da gripe, como tosse, febre e dores musculares. As pessoas também podem ter conjuntivite; náusea e diarreia; doenças respiratórias graves, como pneumonia e dificuldade em respirar; e alterações neurológicas como convulsões, segundo apontou o CDC.

O diagnóstico da gripe aviária em pessoas só pode ser feito por meio de testes de laboratório, geralmente através da colheita de uma amostra de swab da garganta da pessoa doente. Para o tratamento, o CDC recomenda um tipo de medicamento antiviral conhecido como inibidores da neuraminidase. Embora alguns medicamentos tenham demonstrado eficácia contra a gripe aviária, existe a preocupação de que alguns tipos do vírus possam-se ter tornado resistentes aos medicamentos, e os cientistas continuam a monitorizar os efeitos.

Infeções da gripe aviária em humanos podem ser evitadas evitando a exposição, já que a maioria das infeções humanas ocorre após o contato direto ou próximo com aves infetadas, observou o CDC. Também existem vacinas disponíveis para o H5N1.

Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade