AveSui EuroTier South America Full
11-Jun-2019 13:41
Investimentos

Grupo América Sociedade Avícola inicia investimento de 20 milhões em Vale Verde (RS)

Serão construídas duas granjas que irão abrigar 25 mil aves fêmeas e 3,5 mil machos.

O Grupo América Sociedade Avícola (ASA) iniciou nesta semana as construções de duas granjas que irão abrigar 25 mil aves fêmeas e 3,5 mil machos. O investimento soma  R$ 20 milhões.

Conforme explica um dos sócios do grupo, Pedro Raul Malmann a primeira granja será destinada à recria das aves. Será dividida em dois núcleos, e cada um com dois aviários nas dimensões de 120 metros de comprimento por 15 de largura. As aves ficam nestes aviários até a idade de 20 semanas, quando serão transferidas aos aviários da granja 2.

A segunda granja será destinada às aves em produção dos ovos. Esta também será dividida, e neste caso, em quatro núcleos de dois aviários com as dimensões de 155 metros de comprimento por 14 de largura. Neste local as aves ficam até a idade de 66 a 68 semanas e produzirão a cada ano cerca de 18,5 milhões de ovos férteis.

Cada uma das granjas e núcleos terão barreiras sanitárias para garantir a biosseguridade. Nestas barreiras sanitárias os veículos que acessam a granja, caminhões e carros, entre outros, também passam por um banho e desinfeção, totalizando oito barreiras. 

“A granja que está sendo implantada no Município, pertencente ao Grupo América Sociedade Avícola é formada por 38 colaboradores da Dália Alimentos. É uma parceria pública-privada em que o município de Vale Verde entra com a terraplanagem e infraestrutura viária, e o grupo ASA entra com a área de terras e as estruturas produtivas”, destacou Malmann.

O prefeito Carlos Gustavo Schuch disse que os investimentos que o município fez e ainda está fazendo na empresa, agora estão tomando forma. “Este é o momento em que a população vai entender todo o sacrifício feito em prol da instalação da América Sociedade Avícola, que é a maior empresa da história de Vale Verde. Sabemos que a população também foi afetada com a redução das manutenções nas estradas municipais, isso porque boa parte do maquinário das Obras estava trabalhando na terraplanagem. Mas não tinha outra escolha, ou fazíamos o sacrifício, ou não teríamos a Dália em Vale Verde”, enfatizou o prefeito.

 

Redação com informações folha do mate
Deixe seu Recado