AveSui2021
AveSui Inside Cooperativas Agroindústrias Bem - Estar Animal América Latina Comentário Avícola Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Genética Geral Insumos Manejo Meio Ambiente Mercado Externo Mercado Interno Nutrição Ovos Piscicultura Pesquisa e Desenvolvimento Processamento de Carne Sanidade Sustentabilidade Saúde Animal Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Comercio Internacional

Grupos agrícolas europeus usam mídias sociais contra o acordo entre UE e Mercosul

Entidades temem prejuízos aos produtores locais em segmentos como carnes e açúcar

Valor
15-Fev-2021 09:22

Agora não são apenas os ambientalistas que fazem campanha aberta contra o acordo de livre comércio entre União Europeia e Mercosul. Os grupos agrícolas europeus estão saindo da toca de novo, e passaram a usar mídias sociais como Facebook e Youtube para detonar o acordo.

Ontem, a poderosa central agrícola Copa-Cogeca, a associação dos produtores de frangos (Avec) e a entidade que representa produtores de beterraba (Cibe) lançaram uma campanha com vídeo de seis minutos nas mídias sociais detalhando as razões pelas quais os 27 países membros e o Parlamento Europeu não deveriam aprovar o acordo com Brasil, Argentina,

No começo da semana, o Comitê Europeu de Fabricantes de Açúcar (CEPS, na sigla em inglês) e a Federação Europeia de Sindicatos nos setores de Alimentos, Agricultura e Turismo (EFFAT) já tinham pedido para as autoridades europeias não implementarem o acordo com o Mercosul.

Uma leitura possível da nova mobilização dos produtores europeus é que eles provavelmente veem chances de o acordo avançar nas instâncias europeias proximamente, com a articulação que Portugal, que ocupa a presidência rotativa da UE, vem tentando fazer.

No vídeo de seis minutos, Copa-Cogeca, Avec e Cibe apontam três razões pelas quais consideram o tratado inaceitável para os produtores europeus num momento em que dizem que Bruxelas precisa encontrar soluções para seus planos na área ambiental.

Em primeiro lugar, entendem que o acordo com o Mercosul é desequilibrado, beneficiando produtores de automóveis mas afetando duramente setores sensíveis da agricultura europeia. Dão o exemplo da carne bovina. Alegam que a Europa já importa 262 mil toneladas da carne originária do Mercosul, e que, com o tratado, virão mais 99 mil toneladas com tarifa menor. Isso tudo equivale a 1,2% da produção europeia, mas as três entidades reclamam que os países do Mercosul vão exportar sobretudo cortes de alta qualidade e abocanhar a maior parte do valor nesse comércio.

AveSui2021_dentro

Os produtores europeus também se queixam do impacto acumulado dos acordos comerciais já assinados pela UE ou que ainda por vir. E, no caso do Mercosul, o vídeo dá o exemplo do setor de carne de frango: cada ano as importações originárias do Mercosul representarão as produções da Dinamarca, Finlândia e Suécia somadas.

As três entidades notam que, no geral, a UE importa 800 mil toneladas de carne de frango. E, com o acordo, serão 180 mil a mais pelo regime de cota (volume limitado, com tarifa menor). Em direção do consumidor, a mensagem é de que cada semana 6 milhões de frangos europeus vão ser substituídos por 6 milhões de frangos brasileiros.

A terceira razão para o ataque contra o acordo com o Mercosul é o que as entidades chamam de “duplo padrão”, mencionando o caso do açúcar. Alegam que os produtores europeus são submetidos a estritas regras de produção. Já pelo acordo com o Mercosul, a Europa vai importar açúcar e etanol que não respeitariam as normas europeias, segundo as entidades.

Exemplificam que o Brasil usa 27 herbicidas e inseticidas que são proibidos na Europa. Os brasileiros também utilizam GMO na produção de frango, algo que não é autorizado na Europa.

Jogando a pressão agora nas mídias sociais, os produtores europeus visivelmente esperam atrair mais apoio dos consumidores contra a aprovação do acordo.

 

Assuntos do Momento

Presidente da Aurora fala sobre expansão da produção avícola, exportações e perspectivas para 2021
23 de Fevereiro de 2021
Live

Presidente da Aurora fala sobre expansão da produção avícola, exportações e perspectivas para 2021

Neivor Canton irá explicar o projeto de crescimento da avicultura da cooperativa em 20%, destacando ainda a expectativa de ampliar os embarques de frango e carne suína para a China em live às 10 horas no canal TV Gessulli

Fornecimento de ovos diminui na Polônia com crise da influenza aviária na UE
24 de Fevereiro de 2021
Europa

Fornecimento de ovos diminui na Polônia com crise da influenza aviária na UE

Cerca de 5 milhões de aves já foram abatidas na Polônia, o maior produtor de aves da União Europeia, mostraram os dados da inspetoria veterinária local.

AveSui2021_dentro
VBP do agro atinge R$ 1 tri em 2021; avicultura crescerá 22,5%
24 de Fevereiro de 2021
Crescimento

VBP do agro atinge R$ 1 tri em 2021; avicultura crescerá 22,5%

A estimativa do Ministério da Agricultura indica que o Valor Bruto da Produção na pecuária crescerá 5,1% neste ano, puxado por setores como frango, carne bovina e leite

Produtora de carne de frango São Salvador Alimentos protocola pedido de IPO
25 de Fevereiro de 2021
Mercado

Produtora de carne de frango São Salvador Alimentos protocola pedido de IPO

Fundada há mais de quarenta anos, a empresa tem uma capacidade diária de abate de aproximadamente 520 mil aves e vende para mais de 23 mil clientes por mês no Brasil e em 38 países

 

Cobb destaca importância dos ângulos de viragem para melhor eclodibilidade e qualidade do pintinho
25 de Fevereiro de 2021
Dicas Técnicas

Cobb destaca importância dos ângulos de viragem para melhor eclodibilidade e qualidade do pintinho

Por Scott Jordan, especialista em Incubação e Serviços Técnicos da Cobb-Vantress

Copacol  atinge a marca de 2 bilhões de aves abatidas na Unidade Industrial de Cafelândia
25 de Fevereiro de 2021
Cooperativa

Copacol atinge a marca de 2 bilhões de aves abatidas na Unidade Industrial de Cafelândia

O volume acumulado em praticamente 39 anos do início das operações da estrutura industrial demonstra o crescimento contínuo da avicultura na Cooperativa

Mais assuntos do momento