AveSui2021
31-Ago-2020 07:57
Retomada

Hong Kong libera frigorífico da Aurora após testes

Retomada dos embarques veio após a apresentação de todos os esclarecimentos feitos pelo Ministério da Agricultura do Brasil, com o apoio da cooperativa e da Associação que representa o setor

As autoridades sanitárias de Hong Kong informaram na sexta-feira (28/08) a liberação do SIF 601 da Aurora Alimentos, que havia sido temporariamente suspenso para a realização de testes que comprovaram a ausência de riscos de contaminação por Covid-19 na carne de frango produzida pela planta.

O Centro para a Segurança dos Alimentos e o Departamento para Higiene de Alimentos e Meio Ambiente de Hong Kong emitiram hoje a autorização para retomada nos embarques, após a apresentação de todos os esclarecimentos feitos pelo Ministério da Agricultura do Brasil, com o apoio da cooperativa e da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA).

A autorização das importações provenientes da planta é comemorada pelo presidente da ABPA, Ricardo Santin.  “A retomada dos embarques comprova a segurança dos produtos brasileiros. O conhecimento técnico-científico prevaleceu. Todos os questionamentos foram esclarecidos”, avalia.

Destaque entre os produtores de aves e de suínos do Brasil, a Aurora Alimentos é um dos exemplos do bem sucedido trabalho empregado pelo setor produtivo para a preservação da saúde dos colaboradores e a garantia de qualidade dos alimentos em meio à pandemia. 

Protocolos rígidos validados pelo Hospital Israelita Albert Einstein e a Portaria Interministerial n°19 (composta pelos Ministérios da Saúde e da Agricultura, juntamente com a Secretaria Especial de Trabalho e Previdência) estabelecem os parâmetros que colocam os níveis de exigência empregados no Brasil entre os mais elevados no mundo.

“Ao mesmo tempo, é fundamental lembrar que a Organização Mundial da Saúde e os demais órgãos internacionais de saúde humana e animal indicam a ausência de risco de contaminação por meio dos alimentos.  A ciência garante a total segurança ao consumidor final, o que é complementado pelos cuidados adotados pelas empresas em prol da saúde dos trabalhadores e para a segurança dos alimentos’, completa Santin.

Redação AI
Deixe seu Recado