Guia Gessulli
09-Jan-2020 13:35 - Atualizado em 10/01/2020 10:32
Europa

Influenza Aviária deixa avicultores poloneses em alerta

Mais de 42.000 perus foram abatidos nas áreas afetadas e no dia 03/01 foi confirmado novo surto em uma produção com 65 mil galinhas poedeiras

No início de janeiro o Instituto Nacional de Pesquisa Veterianária da Polônia anunciou que, em 31 de dezembro de 2019, foram confirmados três casos de influenza aviária de alta patogenicidade em fazendas comerciais de perus na província de Lublin, no sudeste da Polônia.

O primeiro caso da doença ocorreu em uma fazenda com mais de 12.000 perus. O segundo e o terceiro locais, considerados pelos funcionários da Inspeção Geral de Veterinária (GVI) como locais secundários de infecção, ocorreram em fazendas com 9.500 e 20.600 perus, respectivamente. Mais de 42.000 perus estavam nos três locais de surtos.

Em 1º de janeiro de 2020, o governador emitiu um regulamento restringindo o movimento de aves nos municípios de Lubartów, Leczynski e Parczewski. A GVI e os serviços veterinários e de autoridades locais estabeleceram zonas de proteção com raio de três quilômetros e zonas de vigilância de pelo menos 10 km em torno dos locais do surto, de acordo com regulamentos e protocolos.

Na última sexta-feira (03/01), o país confirmou um quarto caso de de influenza aviária de alta patogenicidade, desta vez em uma fazenda de postura na vila de TopolaOsiedle, no município de Przygodzice, província de Wielkopolskie, no oeste da Polônia. Segundo relatos da mídia, a fazenda da província de Wielkopolska possui 65.000 galinhas poedeiras.

Os últimos surtos de Influenza Aviária na Polônia ocorreram no final de 2016 e no início de 2017 em aves selvagens e em granjas comerciais. Em dezembro de 2016 e início de 2017, 23 casos da doença foram confirmados em fazendas, principalmente em gansos, nas regiões noroeste e sudeste do país. A maioria desses casos ocorreu perto de lagos e lagoas, então especialistas os vincularam à migração de aves aquáticas. Embora o atual surto na província de Lublin tenha ocorrido próximo a lagos, essa área geralmente não é considerada.

A Polônia é o maior produtor de aves da União Europeia e quase metade da carne produzida é exportada. 90% das exportações de aves da Polônia são destinadas a outros mercados da UE, com os 10% restantes enviados principalmente para Hong Kong, Ucrânia, Vietnã e África do Sul.

As exportações polonesas de carne de aves em 2018 foram avaliadas em mais de US$ 2,4 bilhões. Durante os primeiros nove meses de 2019, as exportações aumentaram 5%  em relação ao período correspondente em 2018.

Caroline Mendes/Redação AI
Deixe seu Recado