Guia Gessulli
AveSui Inside Cooperativas Agroindústrias Bem - Estar Animal América Latina Comentário Avícola Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Genética Geral Insumos Manejo Meio Ambiente Mercado Externo Mercado Interno Nutrição Ovos Piscicultura Pesquisa e Desenvolvimento Processamento de Carne Sanidade Sustentabilidade Saúde Animal Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Mercado

Instituto de Zootecnia (IZ/Apta) está com nova diretoria geral

“Pretendemos dar continuidade no que está dando certo, mudar o que não está funcionando e corrigir o que é corrigível.” 

Redação
10-Jun-2021 14:52

O pesquisador Enilson Geraldo Ribeiro assumiu a diretoria do Instituto de Zootecnia (IZ/Apta), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo. Doutor em Produção Animal, Enilson atua há 14 anos como pesquisador científico da pasta na área de zootecnia, principalmente em Nutrição, Pastagens e Produção de Bovinos.

Pesquisador Científico V do Instituto de Zootecnia desde 2007, atuou como diretor do Centro de Experimentação Central de 2013 a 2021 e esteve diretor do Centro de Pesquisa em Zootecnia Diversificada do Instituto, de fevereiro a maio de 2021, saindo agora para a direção geral. 

Enilson é mineiro de Piedade do Rio Grande, Técnico em Agropecuária pela Escola Agrotécnica Federal de Barbacena-MG (1988), possui graduação em Zootecnia pela Universidade Federal de Viçosa (1996), mestrado e doutorado em Produção Animal pela Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (1999 e 2004). 

Segundo as expectativas do novo diretor, ele espera construir uma gestão participativa, harmoniosa e responsável. “Pretendemos dar continuidade no que está dando certo, mudar o que não está funcionando e corrigir o que é corrigível.” 

Enilson detalha, que serão focos desta administração, buscar recursos para pesquisas, infraestrutura e segurança, interação com outros institutos e outras entidades de pesquisas públicas e privadas, incentivar parceria com outros órgãos da Secretaria (CDA, CDRS/CATI), “além de aproximar o pesquisador da iniciativa privada”. 

Seus projetos envolvem pesquisas em avaliação de alimentos para animais, atuando principalmente em nutrição de ruminantes, produção de forragem, manejo de bovinos leiteiros e pastagens e sistemas integrados de produção agropecuária. 

Atualmente, está envolvido em seis importantes projetos de pesquisa no IZ, atuando em implantação de projetos, planejamento e manutenção de áreas experimentais junto a rebanhos, condução de lavouras e coleta de dados para produção de artigos científicos. 

Participou de 23 projetos de pesquisa e, ao longo de sua carreira, publicou artigos científicos em periódicos nacionais e internacionais. Coordena cursos e treinamentos para estudantes, técnicos e produtores rurais. Além disso, participa de eventos externos, colaborando com a difusão de tecnologias desenvolvidas pelo IZ. 

Integração 

Comprometidos com a produção agropecuária sustentável, três pesquisadores do IZ/APTA são integrantes do Grupo Gestor do Plano ABC, dentre eles o atual diretor Enilson. O Plano ABC busca alternativas para fortalecer a agricultura de baixo carbono, a integração lavoura-pecuária-floresta (ILPF), o plantio direto, as novas tecnologias de recuperação de áreas degradadas, os cuidados para evitar o assoreamento de cursos d'água e o avanço tecnológico da irrigação. 

O Grupo Gestor do Plano Estadual da Agricultura de Baixo Carbono, a internalização paulista do Plano Setorial de Mitigação e de Adaptação às Mudanças Climáticas para a Consolidação de uma Economia de Baixa Emissão de Carbono na Agricultura, abreviado como Plano ABC, foi criado em 2016, pelo governo estadual paulista. 

Enilson ainda integra a equipe de profissionais do Grupo de Trabalho Pecuária Sustentável (GTPS) que tem como premissa a pecuária sustentável, que segue princípios, práticas e padrões comuns a serem adotados pelo setor pecuário, contribuindo para o seu desenvolvimento sustentável, além da interação com profissionais de todas as entidades de interesses na pecuária sustentável, seja com função econômica, social ou ambiental. 

Também é membro suplente do Grupo Gestor Mais Leite, Mais Renda da Secretaria, atuando na área de produção de leite em sistemas integrados, membro do Grupo de discussão sobre ações relacionadas à agricultura e pecuária, para análise de estudos das Rotas de Descarbonização do Estado de São Paulo, junto à Coordenadoria de Desenvolvimento dos Agronegócios (Codeagro). 

Os pesquisadores do IZ têm trabalhado junto às cadeias de produção animal do Estado de São Paulo com conceitos de integração da produção e busca da sustentabilidade, objetivando ser socialmente justa, economicamente viável e ecologicamente correto. 

Novas lideranças SAA 

O deputado estadual Itamar Borges assumiu na terça-feira, 1º de junho, a gestão como secretário de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, com a missão de fortalecer o agro paulista. Francisco Matturro é o secretário-executivo da Pasta Estadual. O pesquisador do Instituto de Pesca (IP), Sergio Luiz dos Santos Tutui, é o novo coordenador da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA). 

Assim como o pesquisador Enilson do IZ, uma nova equipe também passa a liderar os Institutos de pesquisa, unidades regionais [vinculados à Apta] e administrativas da Secretaria. 

Marcos Guimarães de Andrade Landell como diretor do Instituto Agronômico (IAC), Celso Luis Rodrigues Vegro do Instituto de Economia Agrícola (IEA), Cristiane Rodrigues Pinheiro Neiva do Instituto de Pesca (IP), Daniel Gomes, da APTA Regional e Renata Helena Branco Arnandes, no Departamento de Gestão Estratégica (DGE).

A pesquisadora do IZ, no Centro Avançado de Pesquisa de Bovinos de Corte, Renata Arnandes, com grande atuação na liderança, uma vez que já esteve à frente da instituição por mais de cinco anos, assume agora a direção do DGE, e diz que as expectativas são grandes e desafiadoras, uma vez que estará sob a sua responsabilidade a parte estratégica da APTA. 

“A atuação vai desde o trabalho junto aos diretores dos Institutos da APTA, no que diz respeito à programação de pesquisa, o alinhamento junto às agências de Fomento [principalmente a Fapesp] e os investimentos estratégicos advindos do governo”, destaca Renata.

Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade