Guia Gessulli
AveSui Inside Cooperativas Agroindústrias Bem - Estar Animal América Latina Comentário Avícola Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Genética Geral Insumos Manejo Meio Ambiente Mercado Externo Mercado Interno Nutrição Ovos Piscicultura Pesquisa e Desenvolvimento Processamento de Carne Sanidade Sustentabilidade Saúde Animal Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Economia

JBS aprova a emissão de debêntures simples no valor de até R$ 1,8 bilhão

Empresa reportou o maior faturamento trimestral da história

ADVFN News
02-Mar-2021 09:16

O conselho de administração da JBS aprovou a emissão de debêntures simples, no valor de até R$ 1,8 bilhão, não conversíveis em ações, da espécie quirografária, em até duas séries, para colocação privada, equivalentes a 1,8 milhão de debêntures com valor nominal unitário de R$ 1.000.

O comunicado foi feito pela empresa (BOV:JBSS3), nesta segunda-feira (01).

Na reunião também ficou definida a celebração, pela companhia, de todos e quaisquer instrumentos necessários à emissão das debêntures e dos certificados de recebíveis do agronegócio da 1ª série e da 2ª série da 28ª emissão da ISEC Securitizadora que serão emitidos com lastro nas debêntures, e objeto de oferta pública de distribuição, nos termos da Instrução da CVM n.º 400.

Os recursos obtidos pela companhia com a emissão serão destinados integralmente e exclusivamente à aquisição, pela companhia, de bovinos de produtores rurais

A JBS pretende divulgar os resultados do 4T20 e referente ao ano de 2020 no dia 24 de março.

Lucro líquido  no 3T20 de R$ 3,1 bilhões, maior faturamento trimestral da história

A JBS reportou o maior faturamento trimestral da história, com lucro líquido de R$ 3,1 bilhões, quase nove vezes o resultado do trimestre de 2019, quando a empresa divulgou R$ 356 milhões.

A empresa afirmou que a divisão brasileira de alimentos processados Seara viu o Ebitda ajustado subir 55,4%, enquanto as operações com carne suína e de frango nos Estados Unidos registraram saltos de 64,7% e 48,9%, respectivamente, apoiadas na desvalorização do real ante o dólar.

Assuntos do Momento

Mais assuntos do momento
Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade