AveSui
AveSui Inside Cooperativas Agroindústrias Bem - Estar Animal América Latina Comentário Avícola Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Genética Geral Insumos Manejo Meio Ambiente Mercado Externo Mercado Interno Nutrição Ovos Piscicultura Pesquisa e Desenvolvimento Processamento de Carne Sanidade Sustentabilidade Saúde Animal Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Sustentabilidade

JBS cria piso ecológico a partir de plástico reciclado

Desenvolvido pela JBS Ambiental, produto conta com tecnologia inovadora para construção civil no país a partir da reciclagem de resíduos que eram destinados a aterros

Assessoria JBS Ambiental
02-Mar-2021 08:37

A JBS Ambiental desenvolveu um processo inovador que permite reciclar um tipo de plástico presente em suas operações e transformá-lo em material de construção civil. As aparas de embalagens multicamadas (PVDC), plástico utilizado em produtos in natura embalados à vácuo e de difícil reciclagem, agora serão usadas para a fabricação de pisos intertravados, próprios para aplicação em ambientes externos, como pavimentação de pátios. 

Após dois anos de estudos conduzidos pela equipe de pesquisa e desenvolvimento da JBS Ambiental, chegou-se a um produto que atende às normas da ABNT e oferece a mesma resistência que um material feito 100% de concreto. Inicialmente, a empresa passa a transformar em torno de 50 toneladas de aparas plásticas por mês, recolhidas nas unidades de Andradina (SP), Campo Grande (1 e 2 - MS) e Lins (SP). 

“O conceito de Economia Circular é fundamental para a sustentabilidade das operações da JBS e estamos em constante ação para identificar oportunidades. Para esse produto, o desafio foi encontrar uma solução técnica para atendimento das normas técnicas, desenvolver produção em escala e viabilizá-lo economicamente”, explica Susana Carvalho, diretora da JBS Ambiental. 

Com o selo “JBS Circular”, para remeter o produto a um conceito circular e sustentável, o piso verde passará a ser utilizado na pavimentação de obras da própria JBS em todo o país. O primeiro lote já está sendo aplicado em Lins, na unidade matriz da JBS Ambiental, em uma área de 2,2 mil m² - o que corresponde a mais de cinco toneladas de aparas plásticas que deixaram de ser destinadas a aterros.  

Para 2021, a JBS Ambiental planeja expandir o número de filiais de gestão de resíduos nas unidades da JBS, o que vai possibilitar que o negócio avance em um portfólio com novos materiais para construção civil, além de outros itens que suportem as operações da Companhia. 

 

Economia circular 

Tendo a economia circular como premissa, mais de 1 milhão de toneladas de resíduos gerados pela JBS foram reaproveitados em 2019, representando aproximadamente 50% do total. Esse volume foi destinado para compostagem, reciclagem, reaproveitamento energético e cogeração. 

Desse total, a JBS Ambiental gerenciou cerca de 24 mil toneladas de resíduos sólidos, entre plásticos, metais, papéis e outros resíduos, e 5,4 mil unidades de lâmpadas. Além disso, produziu mais de 2 mil toneladas de produtos plásticos reciclados, como sacos de lixo, capas protetoras de paletes, bandejas e filme termoencolhíveis, e mais de 2,4 mil toneladas de resinas plásticas recicladas. Neste ano, até outubro, o negócio já gerenciou mais de 25,5 mil toneladas de resíduos. 

A JBS Ambiental conta com 11 unidades de reciclagem, nos estados de Goiás, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul e São Paulo. Somente em 2019, foram inauguradas duas centrais de resíduos, incluindo as plantas de Senador Canedo (GO) e Nova Andradina (MS). A empresa fornece produtos e soluções desenvolvidos a partir de resíduos industriais, como plástico, madeira e metal, que são transformados em sacos de lixo, lonas, sacolas ou capas plásticas para serem usados nas operações da JBS. Gerencia e trata resíduos sólidos pós-industriais não-recicláveis, rastreando seu ciclo de vida e dando a eles a destinação correta.

Assuntos do Momento

Temporal causa queda de aviário com 20 mil frangos, em Assis Chateaubriand
25 de Outubro de 2021
Paraná

Temporal causa queda de aviário com 20 mil frangos, em Assis Chateaubriand

6 mil aves sobreviveram, de acordo com proprietários. Ninguém se feriu porque família estava em um casamento no momento da tempestade.

Produtores da Argentina vendem 31,9 mi t de soja da safra 2020/21, diz governo
21 de Outubro de 2021
Safra 2020/21

Produtores da Argentina vendem 31,9 mi t de soja da safra 2020/21, diz governo

A colheita de 2020/21 da soja na Argentina terminou em junho com uma produção de 43,1 milhões de toneladas

Veto da China à carne bovina brasileira já dura mais de um mês e assusta governo
19 de Outubro de 2021
Suspensão

Veto da China à carne bovina brasileira já dura mais de um mês e assusta governo

No início de setembro, o Brasil suspendeu os embarques da proteína ao país asiático depois da confirmação de casos da vaca louca

19 de Outubro de 2021
USDA

Colheita de milho nos EUA alcança 52%; soja atinge 60%

Os trabalhos estão atrasados em relação a um ano antes (57%), mas adiantados ante a média dos cinco anos anteriores (41%)

Brasil conclama China a avançar no comércio de carne
20 de Outubro de 2021
Negociação

Brasil conclama China a avançar no comércio de carne

Embaixador brasileiro diz que o governo acredita em progresso no reconhecimento pela China do status do Brasil como livre de febre aftosa e como um país de ‘risco insignificante’ para a doença da vaca louca

Anec eleva estimativa de exportação de soja e milho em outubro e reduz a de farelo
20 de Outubro de 2021
Insumos

Anec eleva estimativa de exportação de soja e milho em outubro e reduz a de farelo

A Anec aumentou a previsão de embarques ao exterior de milho, para o intervalo de 2 milhões de t a 2,314 milhões de t, ante 1,969 milhão de t uma semana atrás.

Mais assuntos do momento
Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade