Guia Gessulli
AveSui Inside Cooperativas Agroindústrias Bem - Estar Animal América Latina Comentário Avícola Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Genética Geral Insumos Manejo Meio Ambiente Mercado Externo Mercado Interno Nutrição Ovos Piscicultura Pesquisa e Desenvolvimento Processamento de Carne Sanidade Sustentabilidade Saúde Animal Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Mercado Externo

JBS e BRF têm novas unidades aprovadas para exportar para África do Sul

Os dois maiores frigoríficos de aves e suínos do Brasil tiveram mais duas unidades cada habilitadas para exportarem carnes para o país africano

Redação AI/SI
04-Mai-2021 08:26

Na última semana, a JBS comunicou que plantas da subsidiária Seara localizadas em São José (SC) e Santo Inácio (PR) foram aprovadas para exportar carne de frango para a África do Sul. Com isso, a empresa agora possui 28 habilitações para exportar frangos e suínos para o país africano.

Na mesma semana, a BRF também teve a planta de Lajeado (RS), liberada para exportar frangos, e a de Lucas do Rio Verde, (MT), liberada para exportar suínos. A empresa agora conta com 20 unidades habilitadas.

A BRF destacou em nota que a planta de Lajeado já estava habilitada a exportar carne suína para a África do Sul que é a 4ª maior compradora da proteína de aves do Brasil e a 14ª de suínos.

A África do Sul é o país com a maior renda per capita do continente e possui uma população de cerca de 60 milhões. Ter a oportunidade de exportar para eles é algo animador para o setor, pois somente no primeiro trimestre deste ano, o Brasil embarcou 78,4 mil toneladas de carne de frango para o país africano, 32% a mais do que no mesmo período do ano passado. A receita de janeiro a março foi de 42,7 milhões de dólares, um crescimento de 42%. Os dados são da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA).

Já no caso da exportação de suínos ainda há um longo mercado a ser desbravado, pois no primeiro trimestre de 2021, o Brasil embarcou apenas 1,8 mil toneladas para África do Sul, e mesmo assim obteve um crescimento considerável de 150% comparado ao mesmo período de 2020.

Assuntos do Momento

Mais assuntos do momento
Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade