Eurotec
08-Mai-2019 14:07
Cooperativa

Languiru inaugura Unidade de Recebimento de Grãos em Venâncio Aires

O início das operações da unidade, em caráter experimental, ocorreu no dia 08 de abril.

No dia 1º de maio a Cooperativa Languiru inaugurou oficialmente sua Unidade de Recebimento de Grãos em Venâncio Aires. A solenidade reuniu os Conselhos de Administração e Fiscal, associados, funcionários e parceiros da cooperativa, produtores rurais, lideranças políticas, comissão organizadora da 15ª Fenachim, comunidade e imprensa. Inclusive, a inauguração integrou a programação da Festa Nacional do Chimarrão.

A infraestrutura composta por dois silos verticais graneleiros com capacidade para 2,5 mil sacos cada (150 toneladas) e moega está instalada junto ao Agrocenter Languiru, às margens da RSC-287, próximo ao trevo de acesso ao município. O início das operações da unidade, em caráter experimental, ocorreu no dia 08 de abril.

 O coordenador administrativo do Agrocenter Languiru de Venâncio Aires, Gilson Hollmann, destacou a aproximação da cooperativa com os produtores e sua inserção na comunidade. “Antes os agricultores precisavam se deslocar até outras unidades da Languiru, mas hoje estamos mais próximos. A Unidade de Recebimento de Grãos traz comodidade para associados e produtores de Venâncio Aires e de municípios vizinhos, que podem comercializar sua produção diretamente com a cooperativa. A partir daqui esperamos alçar voos ainda mais altos.”

 O presidente da Languiru, Dirceu Bayer, falou do projeto de expansão da cooperativa para o Vale do Rio Pardo em benefício da comunidade regional. “Fomos muito bem acolhidos em Venâncio Aires. Nossa sede é em Teutônia, mas somos uma cooperativa regional e estamos estendendo o bom desempenho que temos no Vale do Taquari também para essa região.” Ele ainda valorizou a produção de grãos. “A região possui um enorme potencial produtivo. Queremos gerar riquezas aqui, movimentar a economia e o setor produtivo local, facilitando o acesso dos produtores à Languiru, com acompanhamento de nossa equipe técnica. Certamente o agronegócio de Venâncio Aires tem muito a crescer. Não queremos mudar a matriz produtiva da região, bastante especializada na cultura do tabaco, mas buscamos oferecer um complemento à economia do setor primário”, enumerou.

 O prefeito de Venâncio Aires, Giovane Wickert, qualificou a atração de novos empreendimentos. “Os municípios precisam se reinventar, e não há nada melhor que movimentar a economia com o apoio do cooperativismo.” O chefe do Executivo proclamou o município como “a ponte entre os Vales” e valorizou a produção primária local. “Venâncio Aires não é apenas um dos maiores produtores de tabaco da América Latina, mas somos muito representativos em produção de grãos, segundo polo em proteína no Rio Grande do Sul”, concluiu.

 O deputado federal e representante da Frente Nacional do Cooperativismo, Heitor Schuch, parabenizou a Languiru por acreditar no potencial de Venâncio Aires. Igualmente falou da importância da diversificação da economia. “Há 20 anos, 72% da economia da região girava em torno do tabaco. Hoje, esse percentual reduziu para 53%. Juntos temos muito a evoluir, até pelo fato de que se o agricultor não planta, a cidade não almoça e não janta.”

 O desenlace da fita inaugural foi conduzido por Bayer, Wickert, Schuch e Hollmann, acompanhados por representantes dos Conselhos de Administração e Fiscal da Languiru e autoridades presentes. Na sequência o público foi convidado a visitar as instalações da Unidade de Recebimento de Grãos e da loja Agrocenter Languiru.

Redação
Deixe seu Recado