AveSui
AveSui Inside Cooperativas Agroindústrias Bem - Estar Animal América Latina Comentário Avícola Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Genética Geral Insumos Manejo Meio Ambiente Mercado Externo Mercado Interno Nutrição Ovos Piscicultura Pesquisa e Desenvolvimento Processamento de Carne Sanidade Sustentabilidade Saúde Animal Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Comentário Avícola

Medidas determinantes que garantem a limpeza e desinfecção eficiente de aviários

A limpeza e a desinfecção têm papel fundamental para um efetivo controle microbiológico dos aviários, auxiliando na garantia de uma produção livre de contaminações

Georgia Almeida

Médica Veterinária, especialista em Gestão do Agronegócio, Mestranda em Tecnologia de Produtos de Origem Animal, Consultora Comercial na BTA Aditivos

24-Nov-2021 08:14 - Atualizado em 24/11/2021 08:26

A avicultura representa, no cenário brasileiro, um alicerce forte para economia. Tanto que o Brasil é um dos maiores produtores de carne de frango no mundo e o principal exportador da carne desde 2004, segundo dados da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA). Diante desta importância para o consumidor brasileiro é que sua produção se tornou cada vez mais moderna, tecnológica e segura.

Neste sentido, as Boas Práticas de Fabricação também são exigidas em alto grau e devem ser seguidas em sua totalidade. Dentre as medidas utilizadas para garantir a inocuidade do alimento produzido, o processo de higienização dos aviários é um ponto fundamental. Confira a seguir como a limpeza e a desinfecção contribuem para um processo de alta qualidade sanitária, que obedeça a todos os padrões exigidos tanto pelos órgãos regulatórios como pelos consumidores.

Limpeza e desinfecção dos aviários no período de vazio sanitário

A higienização das instalações visa diminuir os riscos de infecções e a permanência de agentes patogênicos com procedimentos de limpeza seca ou úmida e desinfecção das instalações e equipamentos. Para uma desinfecção eficiente, a remoção de toda a matéria orgânica dos lotes anteriores é essencial.

A limpeza compreende o período entre a última ave carregada ou transferida até a realização da primeira desinfecção dos aviários. Para o bom desempenho e sanidade das aves, deve-se iniciar um novo lote no começo do vazio sanitário. Esse procedimento tem como objetivo assegurar a completa retirada de matéria orgânica, e deve incluir:

·         Aviários

·         Composteira

·         Barreira sanitária

·         Silos

·         Entre outras construções e locais que possam conter resíduos

A limpeza correta, além de garantir a retirada da maior parte da contaminação, permite uma melhor eficiência dos desinfetantes. Os procedimentos realizados durante os intervalos entre lotes variam conforme a conduta de cada empresa e tipo de estabelecimento avícola. Em aviários de frangos de corte é comum a reutilização de cama, com realização do procedimento de fermentação. Muitas vezes é realizada a limpeza seca seguida de desinfecção nesses aviários, e em períodos específicos toda a cama é removida, seguida da limpeza úmida e desinfecção. Em aviários de reprodutoras geralmente ocorre a retirada total da cama dos aviários entre lotes, seguido de limpeza úmida e desinfecção.

Uma ótima alternativa para desinfecção de aviários é Salfix, um composto a base de sais orgânicos, inodoro, não tóxico e não corrosivo. A versão em pó deste produto, facilita o contato em todas as partes da estrutura, permitindo uma desinfecção segura, eficiente e prática.

Após a limpeza e desinfecção completa é recomendada a coleta de suabes de arrasto para verificar a eficiência de desinfecção, principalmente em aviários com histórico de positividade para Salmonella spp.. Se houve a colocação de maravalha nova, também é indicada a coleta de amostras para análise de Aspergillus sp. e Salmonella spp..

Controle de veículos e materiais que entram nos aviários

Todo o material que entrar em uma granja é passivo de carrear microrganismos. Desta forma, é essencial controlar e limitar a entrada de materiais. Para diminuir os riscos de contaminação também é indicada uma desinfecção, seja ela úmida ou seca. Em caso de granjas de aves reprodutoras esse procedimento é obrigatório.

Em núcleos de aves matrizes é imprescindível a manutenção de todas as medidas de biosseguridade, inclusive, durante o vazio sanitário. Portanto, tanto o procedimento de banho completo de funcionários e visitantes, como a fumigação de materiais devem ser seguidos corretamente. Na fumigação, todos os materiais que forem introduzidos na área limpa da granja passam por uma desinfecção seca. Os objetos e materiais que não couberem no fumigador precisam ser lavados e posteriormente desinfetados com produto específico recomendado pelo médico veterinário responsável pelo estabelecimento.

Os veículos de ração e caminhões de ovos devem sempre estar limpos, passar pelo arco de desinfecção do núcleo e seguir o fluxo de idade e status sanitário. Em núcleos de aves reprodutoras é expressamente proibido o acesso do caminhão de transporte de ração e do motorista na área interna do núcleo, tendo como limite a cerca, onde será abastecido o silo.

Todos os veículos que se aproximam dos aviários devem estar com o mínimo de matéria orgânica possível. Tendo em vista a importância da desinfecção dos caminhões, é indicada a aplicação de Saltech Sani Pró® em caixas internas de caminhões de rações, tendo 100% de efetividade no combate de Salmonella spp. e enterobactérias.

Com Saltech Sani Pró, é possível fazer a correta higienização dos equipamentos e veículos, garantindo maior eficiência de controle microbiológico e reduzindo a disseminação de bactérias. Formulado com base em sais orgânicos, Saltech Sani Pró traz efeitos surpreendentes por sua rápida ação, excelente efetividade contra microrganismos (tanto os gram-positivos quanto os gram-negativos) e efeito de evaporação elevado.

Com a correta limpeza e desinfecção dos aviários e o cuidado com a entrada e saída de pessoas, veículos e materiais é possível controlar os níveis de contaminação nas instalações e, consequentemente, nas aves, garantindo assim, melhor sanidade e produtividade do lote.

A prevenção de zoonoses na avicultura requer um adequado manejo e um ambiente livre de contaminações. Confira como a utilização de ácidos orgânicos e óleos essenciais na dieta pode ser uma excelente ferramenta para proteção entérica e auxílio na manutenção da saúde das aves.

Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade