Guia Gessulli
27-Jun-2014 09:40 - Atualizado em 20/04/2016 14:53
Comentário

Mercado é como nuvem - por Odacir Klein

Magalhães Pinto, um dos expressivos políticos de Minas Gerais do século passado, celebrizou o conceito de que “política é como nuvem”, pois olhamos e ela está com um formato e quando voltamos a olhar já está com outro.
Mercado, embora não com tanta rapidez, apresenta modificações substanciais durante a comercialização de uma safra.
Há menos de três meses, a Klein & Associados realizou, durante a Expodireto/Cotrijal, o 6º Fórum Nacional do Milho.
Logo após o evento presencial, que foi transmitido pelo Canal Rural, foram estimuladas opiniões dos diversos elos da cadeia produtiva do milho para encaminhar um documento que ensejasse uma manifestação do ministro Neri Geller – Mapa – a ser publicada na revista alusiva ao evento.
Chamou a atenção que nenhuma entidade representativa dos produtores do grão se manifestou. Aparentemente, havia tranquilidade quanto ao mercado e segurança de preços compatíveis para a safra 2013/2014.
As principais preocupações foram apresentadas por áreas consumidoras, principalmente vinculadas às agroindústrias produtoras de proteínas animais, com destaque para a avicultura e suinocultura.
Em declarações recentes, estes últimos setores dizem que a oferta de milho com vistas à produção de rações oferece uma situação confortável, pois há produto abundante e os preços são razoáveis. De outra parte, produtores, principalmente do Mato Grosso, já manifestam preocupação com a necessidade de intervenção governamental para a garantia de preços mínimos.
Esta mudança tão rápida de pleito demonstra que a situação mercadológica se altera em curto período, inclusive em razão de clima em outros países. No caso do milho, preponderantemente nos Estados Unidos, onde qualquer evento climático pode resultar em oscilação significativa na oferta mundial do grão.
Isto, no entanto, demonstra que têm razão os setores que querem políticas garantidoras de preço mínimo, com oportunas liberações de recursos para que sejam praticadas quando necessário.
É relevante, também, o pleito dos produtores de animais para o fornecimento de proteínas, das agroindústrias respectivas e de suas entidades representativas, que objetivam normas institucionais e sua operacionalização para que ocorram, tempestivamente, movimentações de safras dentro do território nacional.
Para isto, é fundamental que haja constante diálogo, não só entre os diversos elos da cadeia produtiva, mas também com os governos, dentro do contexto federativo.

Publicação Exclusiva: AI / SI

Odacir Klein

Advogado e profissional da área contábil. É sócio da Klein & Associados e coordenador do Fórum Nacional do Milho.

Deixe seu Recado